Compreensão

17:04

Quando eu não tinha voz (lê-se: timida demais para falar)*, as coisas eram um pouco menos estranhas para mim ou os medos não são mais os mesmos, não sei direito dizer o que mudou, só sei que mudaram. 15 anos sem voz, as pessoas não eram acostumadas com as minhas opiniões, antes guardava-as com um medo bobo de quê não me dessem atenção ou simplesmente rissem da minha cara. Felizmente, minha voz apareceu, todos me deram/dão atenção - bem mais do que a esperada -, só riram/riem de mim quando as coisas que digo são engraçadas.
Evolui, para melhor em muitas coisas; no modo de me expressar e nos sentimentos também, porém é um processo demorado que ainda está em andamento. A cada dia aprendo a lidar melhor com eles e menos ou mais com as pessoas. Tem vezes que as coisas tornam-se complicadas ou as complicamos por falta de paciência e esperança. Por fim, quem tem boca vai à Roma, a mais pura verdade.

You Might Also Like

17 Comentários

  1. Se não falarmos, como as outras pessoas saberão o que pensamos e queremos?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. eu tenho boca, mas não quero ir pra roma, são paulo já me bastaria *-*

    beijas nati :*

    ResponderExcluir
  3. Nati, isso que vc descreveu aí é fruto do crescimento que vc está tendo como ser humano, mulher e pessoa... Tem que ser assim, tem que ter voz mesmo, mas tb tem que saber calar.

    beijoos

    ResponderExcluir
  4. É, quando vamos crescendo e amadurecendo vamos aprendendo a ter voz. Aconteceu muito isso comigo também...
    E a gente percebe que temos que ter essa voz ativa!

    ;*

    ResponderExcluir
  5. Não dá pra viver calado e cada um acha um jeito pra falar, seja escrevendo, cantando, correndo...

    Mas o importante é deixar fluir aquilo que precisa sair.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Um diia ser quieta demais cansa e é necessário falar.
    É realmente quem tem boca vai a roma!

    ResponderExcluir
  7. Às vezes acho que deveríamos ser surdos em determinados momentos, para escutar apenas nossos objetivos, e não ter nada e nem ninguém que nos impeça de lutar.
    Pois tudo depende de nós.
    Beijos
    Juliane S. Rocha

    ResponderExcluir
  8. Eu também era assim, tinha medo de falar.. de rirem do que eu falava, mais isso passou.. sempre passa.. e quando passa, é a prova que a pessoa amadureceu :) '


    beijos ;*

    ResponderExcluir
  9. É verdade! Temos mesmo é que falar as coisas, porque é exatamente como você disse: quem tem boca vai a Roma. Arrasou Nati! No lay e no texto!

    Beijo ;*

    ResponderExcluir
  10. é isso aí! expressa o que sente! yes! you! can!

    ResponderExcluir
  11. Expressar os sentimentos faz muito bem. Depois de 15 anos eu perdi minha voz (lê-se: coragem para me expressar), e não sei quando ela vai voltar. -s

    ResponderExcluir
  12. Ter voz de mais foi o meu problema. Mas to apredendo a diminuir. O que precisamos é do equilibrio.
    Belo texto e belo blog.

    ResponderExcluir
  13. viver calado um dia cansa!! ADOREI o texto! Passa la quando puder, beijos

    ResponderExcluir
  14. Pois é, que bom que conseguiu ficar sem essa verginha, é mt ruim, né?

    ResponderExcluir
  15. Tenha um ótimo fim de semana!
    Beijo!
    Juliane S. Rocha

    ResponderExcluir
  16. não tem como os outros sabarem quem e você o que você deseja se não dizer/fato
    ótimo texto *-*

    Ps:tem um selinho pra ti no blog Selo

    ResponderExcluir
  17. Adorei o seu blog :D
    Parabéns Linda
    Beeijoo :*

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!