Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2008

Nem Tudo o que Parece é

Não ser o que você gostaria que eu fosse, quer dizer que não sou mais uma das que você manipula. Fazer o que você não gosta, quer dizer que eu tenho vontades. Ser o que você não quer, quer dizer que eu tenho próprios sonhos. Falar sobre coisas que não te chamam a atenção, quer dizer que eu falo com muitas pessoas. Totalmente diferente das patrícias, não quer dizer que eu seja fora de moda. Rir a toa, não quer dizer que eu seja idiota e sim feliz. Comentar sobre coisas sem graça, quer dizer que eu sei conversar sobre várias coisas. Ser uma pessoa sem assunto, quer dizer que o nosso assunto acabou. Fora de moda, apenas diferente do resto. Saber sobre comidas, não quer dizer que você seja gorda ou tenha vontade de ser. Escutar MPB não quer dizer que você seja velha. Escutar rock não quer dizer que necessariamente seja emo. Usar roupa branca não quer dizer que eu seja mãe de santo. Usar roupa preta não quer dizer que eu esteja de luto. Cortar meu cabelo não quer dizer que eu seja mais uma

Platônico

É muito ruim, ficar com uma pessoa que você se apaixona e ela ser mais velha, seus “mundos” não combinarem muito, ela fazer promessas pra você e depois de mais ou menos um ano e meio, ela pegar e se casar com outra mulher totalmente diferente de você, isso magoa qualquer um. Um amor que era correspondido no começo e depois virar platônico de uma hora para outra. E chegar a pensar que você não foi nada na vida dela, que nada aconteceu e foi só mais um de seus sonhos mirabolantes do tal príncipe encantado em seu cavalo branco. Ela passar por você na rua acompanhado e fazer que não te conhece, e quando está sozinho fica sorrindo pra você e falando que ainda não te esqueceu. Mas daí você se pergunta: - Se não esqueceu de mim, por que que não fica comigo então?! A essa pergunta só quem pode responder é ele e não você, pois não sabe o que ele pensa, sente e quer. Promessas foram feitas, tanto de você quanto dele, coisas inesquecíveis que passaram junto, ensinamentos dados e recebidos, que à

Obrigatoriamente

Todos sabem que as mães só querem proteger seus filhos, mas elas – a maioria - fazem isso de mais e não dá pra agüentar. O significado da palavra proteger pra elas está totalmente errado em suas mentes. Mas para elas seus filhos (as) são bebezinhos ainda que não sabem se cuidar sozinhos e só podem sair com elas na rua. Enquanto os seus amigos da mesma idade que a sua podem, a sua mãe não deixa, assim ela subestima a sua capacidade de ser responsável. Ela te exclui de perto dos seus amigos por não confiar neles e achar que você é muito novo (a) para isso ou aquilo, mas para arrumar o quarto você tem muita responsabilidade, para cuidar do seu irmão mais novo e para fazer tudo o que ela mandar você fazer também. No pensamento das nossas queridas e amadas mães, não sabemos o que é certo ou o que é errado, mas quando fazemos alguma coisa elas sempre dizem que sabemos o que é certo e o que é errado, uma contradição eterna. Nós adolescentes queremos a nossa liberdade tão merecida, estamos ca

Amigos

Falamos nos momentos de raiva que não precisamos de ninguém para viver, que podemos viver sozinhos sem nenhum problema. Mas você já se imaginou sem amigos??? Se não, comece a imaginar agora. Imagina você sozinho em festas, sem ninguém pra desabafar nos momentos ruins, sem ninguém para te apoiar nas suas decisões, pagar mico junto com você, dar gargalhadas, chorar, sem alguém pra você entender e ser entendido, etc. Isso tudo e mais um pouco seria muito ruim pra você e mais um monte de pessoas, sem amigos seriamos infelizes, tristes de dar dó. Sozinho ninguém faz nada de bom, só coisas de se arrepender depois, ter amigos é a melhor coisa do mundo, sendo eles de qualquer jeito, magro, alto, baixo, horrível, mal-educado, brigam, meigo, alegre, maniático, escandaloso, mentiroso, azul, verde ou amarelo, mas perto de você ele deixará os defeitos de lado e será outra pessoa, o que importa não é a aparência e sim como ele é com você, se ele te entende, se ele gosta de estar junto com você, se é

Crises

Quem nunca teve uma crise de identidade, não é?! Seja com seus 15 anos ou nos 30 anos. Independente da idade, cor de pele, condições financeiras as perguntas feitas a si mesmas são e serão sempre as mesmas. Isso se desenvolve por causa de insatisfações na vida e também por causa de alguns desejos que não foram realizados do jeito desejado. Muitas vezes desenvolve-se um inicio de depressão, que tem como sintomas: um “vazio” no peito, uma sensação de que o mundo irá desabar em suas mentes e também que ninguém gosta de você e sim sentem um interesse em você por causa de alguma coisa que você possui, seja material, espiritual ou sentimental. Para a “cura” sem remédios é claro, porque com eles você se sentirá cada vez mais solitária mesmo estando com muitas pessoas na sua volta. O bom mesmo é você fazer coisas para distrair sua mente de uma fora ou de outra, sair com as pessoas que ama, escutar musicas alegres, não ficar muito tempo sozinho (a) e com certeza ter sempre um pensamento positi

Padrão?

Por que a sociedade estipula um estereótipo???! Não entendendo ele e também não gosto. Isso só humilha as meninas que são um pouco mais altas ou mais baixinhas, magrinha ou gordinha, aquelas que preferem um estilo mais alternativo, um no qual elas se sentem bem, com o cabelo de uma cor diferente, um formato, esses estão fora do “padrão”. Bem que o “padrão” poderia não existir, porque isso é uma tortura para quem não faz parte dele. Isso coloca a auto-estima de qualquer uma no chão. Por isso temos que ter do lado amigas com positividade para te dizer que elas são artificiais, que são tudo aquilo, mas quando abrem a boca não tem conteúdo nenhum, que só pensam em seus “mundinhos” de barbie e não no resto. Positividade e otimismo são tudo nessas horas, ainda mais se você é totalmente ao contrário do que os tais meninos querem e procuram. No momento pra eles o ideal de menina são aquelas magrinhas, baixinhas, com cigarretes, tênis da moda – principalmente os de mola -, cabelos chapados (lis

Começo

Sou mais uma guria de 16 anos que adora fazer novas amizades, com quem quer que seja essa pessoa, que ama dar gargalhada, que tenta sempre ajudar todos que estão a sua volta, acha que tudo está dando errado, mas depois penso que poderia ser melhor, que pensa que um dia tudo passa tudo muda, nada dura para sempre, por incrível que pareça, que luta pelos seus objetivos, por mais banais que eles sejam, que odeia ser subestimada – cá pra nós, ninguém gosta – mesmo não sendo fácil tento mostrar para todos e principalmente para eu mesma que sou e serei capaz sempre, que tem amigos malucos que pagam mico em qualquer lugar independente de quem estiver junto - isso sim que é felicidade - poucos e bons assim são eles como qualquer pessoa desejaria ter, com seus defeitos e qualidades todos juntos vão conquistando melhores amizades, conquistando seus espaços que assim são de direito. Mais uma influenciada pelas músicas rebeldes e revolucionaria da cantora de rock baiana Pitty. Mais uma que com alg