Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

31 de agosto - Dia Internacional do Blog

Imagem
 Exatamente 8 anos atrás eu fazia o primeiro post aqui nesse lugarzinho tão amado e querido por mim. Me apresentei aqui timidamente sem saber se teria público, na verdade nem sabia que teria um público. Não entendia de nada da blogosfera, cheguei despretensiosamente, falando de tudo o que sentia, como faço ainda, até que as pessoas começaram a me seguir e comentar nos posts. Foi tudo tão maravilhoso, conheci virtualmente várias pessoas que ainda espero conhecer pessoalmente.  Ou seja, o blog também está de aniversário e eu não tinha ideia de que chegaria até aqui com ele. Poder desabafar com e pra vocês é tão aliviador que não posso parar de fazer isso nunca, nem sinto mais vontade. Bloqueios criativos são o que mais acontece ultimamente, lendo os posts anteriores dá pra saber os motivos, mas nada que se diga: "- Ó minha nossa, vai parar de escrever e o mundo vai acabar...", dramatizo tudo, mas não é pra tanto.  Esse é o meu lugar, onde eu quero e precis

Estou presa no passado

Imagem
[leia escutando:  Encontros e despedidas - Maria Rita ] Sinto o cheiro de alimentos que comia quando tinha 4 anos de idade, isso é normal? Só eu sinto isso? Sinceramente não sei.  Hoje tenho 24 anos e me lembro de tantas coisas inesperadas que diariamente não lembro ou que na verdade nunca tinha lembrado que me assusto com a exatidão das imagens que aparecem na minha mente ao sentir um cheiro, principalmente.  Pode ser cheiro de perfume que me faz lembrar uma pessoa que nunca mais vi ou uma comida que comi por um determinado tempo. Por exemplo, agora senti o cheiro de uns pãezinhos que comia quando tinha uns 10 anos de idade em Laguna - SC. Aqueles pães eram maravilhosos, tinha que comer todos os dias daquele um mês que fiquei lá. Eles tinham um creminho amarelo muito gostoso, nunca mais comi.  A nostalgia está presente em todos os momentos do meu dia, lembro de como me vestia e de como aquelas roupas me deixavam feliz, me sentia a mais linda da roda, todos me elogia

Mendigando sentimentos

Imagem
Gostamos tanto das pessoas que não conseguimos enxergar o momento certo de parar de correr atrás de quem nos deixa de lado sempre. Somos seres humanos e erramos, mas errar o tempo todo com a mesma pessoa é burrice e quem se sente ofendido deve se retirar de cena pra ter do seu lado quem vale a pena.  Não que quem estava antes não valha a pena, mas nesse momento não está mais valendo tanto esforço, insistência e decepção. Não nascemos pra viver mendigando sentimentos e atenção dos outros.  É estranho falar assim desse jeito, mas infelizmente mudamos nossos conceitos, estamos em uma constante mudança e amadurecimento. Percebendo que só o tempo vai nos mostrar quem é de verdade, quem vale a pena e quem deve sair da nossa vida.  Por mais que gostemos de alguém, essa pessoa pode não estar nos fazendo bem ou ela nunca irá fazer por nós o que fazemos por ela. O que sentimos nunca será igual e sempre terá alguém que vai sofrer mais que o outro nessa vida de mão dupla que são

Nossas crises

Imagem
Ninguém entende o que cada um de todos nós sentimos todos os dias.  É bem difícil falar sobre isso, porque a maioria delas estão guardadas aqui dentro de nós e super vivas, nos perturbando diariamente. Muitas vezes não conseguimos falar o que estamos sentindo e vivendo naquele momento sem que ninguém diga que é besteira; bobagem ou se já olhamos pra trás pra ver que tem gente pior do que nós. Pera aí, não estamos em uma competição de qual vida é pior ou melhor. Creio que estamos em um momento de muita pressão. A era das pressões! Você tem que ser, ter, fazer e acontecer. Se virar em mil pra provar que não engravidou antes dos 20, que vai se formar e ter muito sucesso antes dos 30 e que no meio de tudo isso vai continuar sendo feliz, bela e plena.  O assunto tá repetitivo? Tá sim, tenho noção de que ando falando muito sobre isso ultimamente, MAS queridos leitores convenhamos é isso o que estamos vivendo nesse momento da nossa querida e adorada vida de meu Deus. Não te

#JeansLovers: Macacão - Feminino, Masculino e Plus Size

Imagem
Uma paixão que não sai de moda e só é atualizada conforme os anos passam. Nós que amamos jeans queremos usá - los de todas as maneiras e o melhor de tudo é que rola adaptação pra todos os estilos, corpos, gêneros e tamanhos. Há vários tipos diferentes que todos podem utilizar, seja com manga curta, comprida, bermuda, barra dobrada, o importante é usar e se sentir bem. Jade Seba | Camila Rech No inverno ou no verão, com blusa por baixo ou sem. Pra quem não gosta de mostrar as pernas, a melhor opção é a versão calça.    Rayza Nicácio | Camila Coelho Dizem as más línguas que as gordinhas, gordas, mulheres plus size, como queiram, não podem usar vários tipos de roupa, porque marcam as famosas imperfeições, falam assim por não fazerem parte do padrão que as passarelas dita. Porém é muito errado deixar de usar o que gosta por causa da opinião alheia. Ju Romano  E os boys estilosos e fashionistas não ficam de f

Temos que ser fortes: Até quando?

Imagem
É com esse questionamento maroto que começo esse post pra vocês. Todos dizem que temos que ser fortes o tempo todo, a sociedade prega isso. Você não pode chorar, não pode fraquejar, não pode desistir, temos que vestir uma armadura de pedra, ferro, onde nada penetre.  Por mais que algo esteja nos sufocando, incomodando, temos que fingir que nada está acontecendo, não podemos ser fracotes e muito menos chorar quando o desespero bater, aliás, ele nem pode chegar perto de nós. É difícil essas expectativas não correspondidas e as que temos que corresponder, não estamos preparados psicologicamente pra toda essa afobação mundial pela vida perfeita. Cada um tem uma realidade diferente, tem gente que só ri, tem gente que só chora, um tem o que o outro não tem e por aí vai.  Os valores estão invertidos. Temos que assumir muitos compromissos, arcar com muitas cobranças, além dos boletos que chegam na nossa casa todo mês. É muita pressão, quem é que consegue viver sob pressão?

O que eu aprendi com vocês - Como lidar?

Imagem
Pra quem não leu a trilogia Como lidar?, leia antes de continuar a ler esse post por favor, obrigada!  Como lidar? | 1  Como Lidar? |2    Como Lidar ? |3 Nesse post quero agradecer a todos que leram e em especial para todos que deixaram comentários tão lindos, que me motivam muito para continuar a fazer o que eu gosto tanto que é escrever.  Passamos por momentos dificeis na vida, todo mundo passa e muitas vezes não temos psicologico suficiente para aguentar as barras que a vida nos dá pra segurar. Mesmo assim, temos que ser fortes o tempo todo.  Em cada comentário vocês me ensinaram a ser mais forte, não desistir, saber que eu tenho capacidade pra fazer diferente e o que mais me deixou feliz nisso tudo é que vocês entendem o que eu estou passando e também já passaram por isso, nos identificamos tanto e temos tantas coisas em comum. Não fico feliz por causa das crises de ansiedade que sentimos e nem pelo desânimo, e sim porque estamos aqui nessa blogosfera de meu

Trend Vintage: Patches

Imagem
Um adesivo termocolante que veio de volta para o futuro para grudar em todas as suas roupas de um jeito apaixonante que só você vai fazer. De um jeito único para enfeitar as suas brusinhas e todas as suas peças jeans possíveis. Não pera, melhor não todas, porque essa tendência não vai durar para sempre. Unicórnios, expressões da internet, em inglês, mãos, corações, frutas e até comida em um bordado alucinante e fofo ao mesmo tempo para incrementar os teus looks e te deixar mais fashionista. Cola nos shorts, nas jaquetas, calças e até nas mochilas, se joga nessa velha nova trend. Você encontra patches aqui: AliExpress |  Objetiva Bordados  | Patches Bordados  |  Ziovara  

Como lidar? | 3

Imagem
A frustração é tão grande que muitos desistem na metade do caminho. Cadê os blogueiros que: traduziam seus sentimentos em palavras; tinham projetos literários e de blogagem coletiva;  que não eram seletivos com os coleguinhas blogueiros, entre 2008 e 2009? Pois é, também não sei.  Ok, tem que ser o melhor no que faz, porque se é pra fazer meia boca nem começa, mas vamos aos questionamentos: Melhor pra quem? Pra ti que escreve ou pra quem lê o que você produz? Ambos tem que gostar, tanto quem compartilha a ideia quanto quem absorve ela, na mesma medida, sem mais nem menos, sem meio termo. Do que adianta você falar de algo que não gosta pra agradar quem vai ler? Isso é válido pra você?  Tudo tem que ser feito com amor e orgulho, que você leia e pense: "- Poxa, fui eu que escrevi isso? Eu sou muito bom!" A cada post você pensa nisso? Acabei de descobrir o real motivo da questão. Meu pensamento pra vocês:  "Os outros conseguem, eu não vou con

Como lidar? | 2

Imagem
Quem tem blog sabe como é. Queremos além dos comentários as visualizações, quem não é monetizado quer ver os números crescendo, a satisfação de saber que pessoas doam alguns minutos para lerem o que você escreveu, comentários para saber o que elas acharam, a felicidade que sentimos é linda de se ver.  Me refiro ao tão esperado e sonhado reconhecimento, no começo são comentários, compartilhamentos, curtidas, indicações e com o tempo ele vem de outras maneiras.  Isso vale tanto para blog quanto pra vida, encaixa - se perfeitamente em qualquer profissão. Temos que plantar pra colher. Ninguém vai saber que o teu serviço é bom se você não divulgar. Tem pessoas que não tem como investir e vão fazendo o trabalho de formiguinha que é comentar em vários blogs, participar de grupos de divulgação, seja no Google + ou no Facebook até conseguir formar um público fiel. E há os que pagam para mais pessoas curtirem suas páginas, seus posts, entre outros macetes que todos conhecem. 

Como lidar? | 1

Imagem
O jovem de 2016 está sobrecarregado, eu estou e você com certeza também está. Além das crises de ansiedade, os sintomas de sentir fracassado o tempo todo em todos os departamentos da vida, e a fome sem fim que te persegue e você simplesmente não consegue fazer outra coisa além de comer e se sentir um bosta. A sociedade quer que você seja o pica das galáxias, o melhor melhor do mundo, que tenha tudo, seja simpático, feliz e tenha muitos amigos, além da casa própria, carro, viagens e um amor perfeito digno de novela. Só que ninguém leva em consideração de que estamos na vida real! Com vidas, realidades, oportunidades, tudo diferente.  É um pouco complicado falar sobre isso aqui com vocês. Me sinto assim o tempo todo e acho que não estou sozinha nessa, me ajudem a segurar essa barra! Desde que criei o blog, o intuíto sempre foi o de desabafar e não deixou de ser, afinal estou fazendo isso agora, porém, sinto -me pressionada pelo fato de ter 24 anos e

Sem despedidas

Imagem
Imagem: Weheartit [Leia escutando: Home - Gabrielle Aplin ] Sinto vontade de te marcar em algumas publicações no Facebook, daqueles nossos assuntos de sempre, pra quando você ficar online debatermos sobre no Whatsapp. Sem pressa, num assunto que não acaba até você dizer que está com muito sono e precisa dormir, porque no outro dia tem aula. Compartilhar contigo todos os meus sonhos e anseios e no final tu me dizer que acredita no meu potencial e que tudo vai dar certo no final, porque agora é só uma fase e vai passar. Queria estar contigo agora, bebendo na calçada, admirando as estrelas e vendo o tempo passar.  É eu sei, nunca fizemos isso e acho que nunca vamos fazer.  Não existe mais o "quem sabe um dia", "tô indo aí te ver", o abraço, o carinho e amor que era mais recíproco daqui do que daí, sempre foi. Não sei onde foi que errei pra você sempre partir a cada novo par. Os erros não precisam ser apontados, não há mais necessidade, vamos ap

Só tenho uma coisa pra te dizer: Boa sorte!

Imagem
Uma coisa que eu aprendi e tenho que compartilhar com vocês é: Fale tudo o que sente doa a quem doer, só não pode deixar continuar a doer em você.  Óbvio que temos que filtrar as coisas ditas, modificar as palavras pra não sair ofendendo e nem magoando meio mundo, porque ninguém é obrigado a levar desaforo pra casa, afinal cada ação tem sua reação e não estamos dispostos a várias discussões a cada desabafo sentimental.  Porém  tem vezes que é necessário debater sobre o que acontece entre nós e as pessoas que nos relacionamos diariamente. Dependendo do que iremos falar, as opiniões serão sempre diferentes, o orgulho será o escudo e a maioria das coisas que forem ditas irão voltar de uma maneira diferente, fazendo com que talvez escorra lágrimas e ocorra várias mágoas e decepções pela pessoa não corresponder as suas expectativas. Mesmo que você conheça a pessoa a mais de dez anos sempre vai acontecer isso, se acostuma ou abandona o barco antes que ele afunde na rotina de d