13/03/2019

Sobre os meus pares



Todos eles ou a maioria deles sempre foram parecidos com o par de alguém conhecido da minha convivência ou de alguém que eu assisto, até um pouco parecido com alguém que eu cheguei a idealizar um dia na minha cabeça.

- Ficou um pouco confuso, mas acho que dá pra entender. - 

Identificava meus pares com todos os outros, mas eu não me identificava com os meus pares, é algo bem confuso, mas é assim que estou me entendendo agora. Os 3 últimos duraram 5 meses cada, nesse tempo eu estava ali presente, me doando e tentando achar mais coisas em comum, principalmente os sentimentos, que na verdade não existiam de verdade, era só o não querer ficar sozinho (a) de ambos.

Acredito que nunca tenha sido amor e sim vontade de dividir a vida, compartilhar as experiências, dormir e acordar do lado de alguém que propagasse um mínimo de afeto mútuo, mesmo que não fosse igual, fosse muito de uma das partes e não fosse como deveria ser com base na minha idealização que nunca vai existir. É, me conscientizei.

Não adianta ficar se espelhando no relacionamento alheio ou idealizar coisas pra mim mesma que não dependem apenas de mim pra acontecer. Posso idealizar as roupas que quero comprar futuramente pra compor um novo estilo ou um próximo post, mas ficar idealizando relações é furada, é ilusão e vai continuar causando frustração.

E depois chegar a essa conclusão não muito legal, apesar de ser muito construtiva para a constante evolução do meu ser, percebo que não vale a pena ficar pensando muito em coisas que envolvem outras pessoas de um modo geral. É estou generalizando mesmo pra não ter possíveis frustrações futuras por querer algo que não depende apenas de mim. 

Compartilhar esse relato com você que está lendo agora, me ajuda a aliviar as coisas que me incomodam, a ansiedade e todas as outras coisas que sinto, e acredito também que vai te ajudar de alguma maneira, porque com certeza eu não estou sozinha nessa.


Ajude - me a melhorar o conteúdo do blog respondendo a nossa Pesquisa de público!

Não esqueça de nos acompanhar pelas redes sociais: