Você me apareceu - Kaleidoscópio

janeiro 05, 2009

Você me apareceu
Fez o tudo virar nada
E vice-versa
Fui submersa
A azeitona na empada que era eu
Você é dona do caroço da azeitona da empada que comeu
Você me apareceu
Fez o nada virar tudo
Me deixou mudo
De tanta manha
Cê me acanha
Minha estranha
É o prazer de que sempre padeço
É do fim começo e reconheço
Que o avesso sempre esteve aqui
Minha estranha
É o engano de minha certeza
É o insano que há na beleza
A tristeza que me faz sorrir
Você me apareceu
Fez o tudo virar nada
E vice-versa
Fui submersa
A azeitona na empada que era eu
Você é dona do caroço, da azeitona, da empada que comeu
Você me apareceu
Fez o nada virar tudo
Me deixou mudo
De tanta manha
Cê me acanha
Minha estranha
É o prazer de que sempre padeço
É do fim começo e reconheço
Que o avesso sempre esteve aqui
Minha estranha
É o engano de minha certeza
É o insano que há na beleza
A tristeza que me faz sorrir
Você me apareceu

You Might Also Like

5 Comentários

  1. Adorei muito o post! Principalmente a parte do "A azeitona na empada que era eu / Você é dona do caroço da azeitona da empada que comeu". Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oieee..!!
    Primeira vez aqui no teu blooog.!! :)
    "Você é dona do caroço da azeitona da empada que comeu"...hahaha...adorei essa parte.!!
    Parabéns pelo blog..muito firmeza.!!
    Beijinhooos.! ;*

    ResponderExcluir
  3. Visitando seu blog gostei de seus escritos.

    Bjus

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!