amor próprio

E se naquele dia eu não tivesse saído pra rua?

novembro 30, 2015


Não, eu não vou te explicar os meus motivos por ter partido, você me deixou ir com o tempo. Fui saindo sem querer. O que tínhamos em comum ou parecíamos ter, nunca existiu, era tudo miragem. Criamos uma imagem totalmente diferente um do outro, não conseguimos enxergar que não era nada daquilo, apesar de querer ter filhos, casar e construir uma vida maravilhosa juntos. 

Não foi comigo, não foi contigo, não foi dessa vez, talvez seja com uma terceira pessoa, que ironia, dizemos um dia que nunca nos largaríamos. Chegou o dia, nos largamos. Eu fui para o sul, você foi para o norte, com muita sorte não nos vimos mais. Pode parecer frio demais, é frio demais, mas foi melhor assim, tanto pra você quanto pra mim. Todo fim tem um recomeço.

Um dia, talvez, não lembrarei mais de você com tanta frequência, esquecerei as mágoas, rancores, todas as vezes que chorei e sofri, infelizmente esses foram os momentos mais marcantes de todos esses anos que nos prendemos, nos iludimos e frustramos, mesmo tendo consciência de que não existia futuro nenhum, era apenas comodismo de ambas as partes. 

Seria injustiça da minha parte dizer que foi completamente ruim, mas é que não foi tão bom assim, poderia ter sido melhor, poderíamos ter cedido mais, ter sido mais feliz e batalhado juntos para construir nosso castelo com aquele enorme jardim. Nos nossos sonhos, todos os planos não passaram de conto de fadas, daqueles cheio de fantasias e coisas surreais que só fechando os olhos para conseguir enxergar. 

A partir do momento que abrimos os olhos e tiramos aquela lente de pura fantasia vimos que era tudo mentira, pura enganação, não tinha amor, talvez fosse paixão, tenho muitas dúvidas sobre os anos que passamos juntos, mesmo tendo vivido tudo aquilo, não consigo afirmar nada. 

O que eu tenho de concreto hoje é apenas meu coração, cheio de feridas, que ainda está aberto. Ele está aqui, parado, quieto, batendo como deve ser, mas por mim, não mais por você, são mágoas, que ficam tanto nele quanto na mente, que da mesma maneira que acordei aquele dia pra vida, da noite pro dia, também vai se curar e apagar tudo.

E se naquele dia eu não tivesse saído pra rua? Com certeza não teríamos nos conhecido e nem passado metade do que passamos. Tenho uma amiga que diz: "tudo na vida é aprendizado, tu foi trouxa? Sim foi, mas agora é bola pra frente", como boa amiga que sou sigo os conselhos dela e sigo em frente, porque tudo isso que tá aqui dentro não vai passar da noite pro dia. 

You Might Also Like

1 Comentários

  1. Oi Nati,
    A gente aprende com cada experiência que passa na nossa vida seja ela boa ou ruim, serve para nossa evolução pessoal.
    Obrigada pela visita ao blog
    Boa noite para você
    Big Beijos
    Lulu
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!