Autores

um

fevereiro 23, 2012




.
Tudo começou dentro do elevador, ela fugia da mãe e ele estava saindo para o trabalho - pelo menos foi o que ela pensou. Durante a fuga ela saiu somente de sutiã e short, entrou dentro do elevador sem reparar na existência dele, até que ele comentou:
- Tá calor, né?
Antes mesmo de conseguir pensar numa resposta, seu rosto já estava mais vermelho que tomate maduro. Ela olhou para trás e tentou agir como se estivesse completamente vestida.
- Pois é. 
- Você sempre vai pra rua assim?
- Assim como?
- Descalça.
Ele começou a rir e como não tinha jeito, ela riu junto. As risadas se misturaram e quando perceberam já estavam no térreo. A porta se abriu e ela foi caminhando junto com ele, sem se importar que lhe faltava a parte de cima da roupa e um calçado. O carro dele estava estacionado perto da praça, ele não falou nada, mas percebeu a companhia dela.
- Quer uma carona?
- Não não! A verdade é que eu preciso voltar pra casa, antes que a minha mãe me veja na rua assim, descalça.
Mais uma dose de risos e então uma pergunta inesperada.
- Aceita sair comigo?
- Quando?
- Eu diria agora, mas espero você ir se calçar primeiro.
- Volto em vinte minutos.


Quaresma

You Might Also Like

2 Comentários

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!