A produtividade na quarentena

by - 9.7.20


Na velocidade que as coisas acontecem, do jeito que acontecem, aparecem e são criadas me sinto meio que pressionada a criar 1900 coisas pro consumo alheio. Pra falar bem a verdade nem eu entendo porquê me sinto assim, sendo que nesse momento não ganho grana criando. 
Acho que isso é pelo fato de estar em redes sociais e elas meio que instigam a gente a querer fazer algo também. 

Posso usar de exemplo o teu influenciador digital preferido, se tu ver ele comendo ou vestindo algo, talvez sinta vontade de fazer o mesmo. Isso é da gente, não adianta. Que nem assistir Dark que todo mundo está falando nas redes, talvez tu já tenha assistido. Eu não assisti, não sou chegada em seriados.

O meio que vivemos nos faz querer criar coisas que nem os outros estão fazendo também. Todo mundo quer tirar uma foto pra postar no Instagram ou no Facebook, e nas outras redes possíveis. 

Porém, tem uma linha tênue entre a vontade de postar pra "brincar" com os seguidores, ganhar uns likes e se sentir obrigada a postar todos os dias, o tempo todo em todas as redes sociais.  Torna - se algo bem agressivo essa auto cobrança, desencadeando até mesmo ansiedade. 

Da maneira que estou relatando abrange de um modo geral, pois estou falando da parte onde vivencio e não de quem ganha grana produzindo o tempo todo e está com bloqueio criativo por causa da quarentena/pandemia.

Acredito que se conseguirmos virar a chave pra conseguir entender como que funciona a produção de conteúdo pra cada um de nós muita coisa irá mudar. E será para melhor!

E não posso apenas abordar conteúdo, preciso falar também da auto cobrança de ter uma rotina, de acordar na mesma hora todos os dias, fazer exercícios, comer alimentos saudáveis, ler vários livros, ver filmes e séries, manter - se hidratada por dentro e por fora. Ou seja, ocupar - se o máximo de tempo possível fazendo coisas produtivas. 

Quem é que consegue ser assim o tempo todo? Quem consegue se concentrar em livros?

Está tudo bem se você não está conseguindo fazer essas coisas nesse momento com maestria como se nada estivesse acontecendo lá fora. Está tudo bem!

É um pouco difícil com tantas preocupações, com pensando a mil imaginando o que vai acontecer amanhã ou depois por causa das coisas que estão acontecendo hoje. 

Paz na caminhada!
Paz na vida!
Fé!

You May Also Like

5 comentários

  1. Seu post fez eu me indentificar bastante , quero aproveitar para fazer 1001 coisas , mais está sendo difícil.Ando bastante desmotivada a criar post ,a leituras , a série .... não consigo concentração e não me prendo a nada. Estou confusa e preucupada com a nossa nova realidade , mais se Deus quiser em breve tudo se ajeitar , aos poucos mais vai. Vamos em frente . Sucesso amiga.

    ResponderExcluir
  2. Dark não é um estilo de série que eu vá assistir, mas amo assistir séries no geral.
    Gostei do seu ponto de vista, nessa quarentena eu estou focando mais o conteúdo no blog ao invés do instagram. Mas, as vezes sai algo pelo instagram..

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu já fui muito paranoica nas cobranças. Na quarentena, acostumei a acordar as 6:30 da manhã para tomar café e depois me exercitar. E teve um período que se eu acordava as 7h eu já sentia como se estivesse totalmente atrasada. Tenho que respirar e relaxar, e lembrar que estou de quarentena hehehe.

    Precisamos seguir cada um no seu ritmo. Eu gosto de acordar e fazer exercícios, mas tem muita gente que não gosta. E cada um tem que se descobrir da melhor maneira para ser feliz e passar esse momento de forma mais fluida :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. É realmente difícil fazer determinadas coisas, incluindo produzir conteúdo. posso dizer que até inicio de julho estava tudo bem, consegui produzir muito conteúdo, escrevi demais e mudei minha rotina diversas vezes. quando chegou julho tudo mudou fiquei bem desanimada e resolvi me dar um tempo mas, como escrevi demais antes deixei vários posts programados.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que texto lindo! Você disse a pura verdade, não precisamos andar no tempo dos outros, mas sim no nosso. Encontrar nosso próprio tempo é difícil e um caminho longo, mas glorioso quando alcançado. Ninguém sabe qual será o novo "normal", mas com certeza não sera o antigo mais. Suas palavras tocaram meu coração, parabéns pelo seu dom. Vi que você tem 12 anos de blog e isso me inspirou. Muito sucesso para você.
    Um abraço!

    claraaoliveira.blogspot.com

    ResponderExcluir