09/09/2019

Não se cobre tanto!



Cobrar - se tanto nos dias de hoje, no século onde a ansiedade está presente na vida de todo mundo, é  a pior coisa que a gente pode fazer. Acordamos com a ideia de que temos que otimizar o nosso tempo pra poder fazer tudo o que temos que fazer e não o que sentimos vontade de fazer na verdade, infelizmente tem sido assim pra muita gente. Há um tempo atrás estava sendo assim pra mim também, eu mesma, a que vos escreve e que já sofreu com crises intensas de ansiedade. 

Na era dos Millennials, onde você tem que criar listas de tarefas para não esquecer e ser produtivo o tempo todo, se desgastar diariamente dando o seu melhor em todos os lugares que você frequenta, executando todas as tarefas obrigatórias e as que não são e que se tornam também obrigatórias. Fazendo com que você se sinta pressionado, além do cansaço físico e psicológico.

Não há quem aguente tanta pressão!

Porém não podemos virar reféns dessa neurose sem fim. Temos que fazer as coisas no nosso tempo, do nosso jeito, como podemos e dependendo do que for como quisermos. 
Está tudo bem, fazer listas e querer concluir tudo no mesmo dia, mas tem dias que as coisas não saem como o planejado para que isso aconteça. E você não pode e nem precisa se sentir culpado internamente por isso, porquê se isso acontecer, está na hora de parar. 

Quando a cobrança interna ultrapassa os limites e afeta o seu emocional, automaticamente vai desregular tudo dentro de você chegando até a afetar a sua saúde física além da psicológica e acredito que isso nós não queremos, não é mesmo?

Então é chegado o momento em que paramos para analisar se o nosso comportamento atual que está nos prejudicando deve ser levado adiante ou se temos que modificar tomando novas atitudes para que isso não tome conta da gente por completo e não tenhamos mais controle algum sobre nós mesmos

É algo bem difícil de identificar, mas que não é impossível. A identificação da autocobrança acontece quando já estamos vivendo isso uns 50% mais ou menos, é reversível o quadro, entretanto para reverter você precisa analisar as coisas tóxicas ao seu redor e se livrar. Após esse primeiro passo, fique um pouco sem listas, faça o básico e faça mais coisas que você sente vontade, tente deixar as obrigações de lado e distraia - se o máximo possível com coisas que você gosta

Se você chegou até aqui, me conta aí nos comentários se você já passou ou se está passando por isso, talvez a gente conversar e eu possa te ajudar.

Ajude - me a melhorar o conteúdo do blog respondendo a nossa Pesquisa de público!

Não esqueça de nos acompanhar pelas redes sociais:

27 comentários:

  1. nossa que post maravilhoso nessa segundona! com certeza a gente tem essas listas de tarefas infinitas e mts vezes nao damos conta, temos que relaxar mais

    ResponderExcluir
  2. Oi, Que post maravilhoso!!! Muito necessário. Eu perdi 3 anos da minha vida por conta da depressão. Que foi causada pela pressão de ser a menina perfeita. Primeiro lugar ne concurso público, estudar em uma faculdade federal. Era um peso e responsabilidade muito vrande pra mim... Não decepcionar meus pais... Até que um dia não dei conta mais, tranquei a faculdade, larguei meu projeto de pesquisa, e tirava meses de licença no serviço. Tomava remédios para ficar dormindo... eu não queria viver... Entrei em um relacionamento abusivo, pq de inicio ele me ofereceu me tirar desse mundo... Como de fato fez. Mas o mundo dele era muito pior rs... tentei Suicidio... e fiquei internada numa clinica psiquiatrica. E foi lá que decidi mudar minha vida... Acho que precisava ficar longe do mundo um tempo para conseguir chegar no meu. Hoje tento viver um dia de cada vez. E vivo para mim... Nada de querer agradar a todos... Desculpa o desabafo... mas me senti à vontade com sua postagem e quis compartilhar

    ResponderExcluir
  3. É verdade tem pessoas que se cobre muito, isso não é bom, temos 24 horas do dia para fazer as coisa, temos que ficar tranquila, e não se estressar, pois assim vamos acabar prejudicando com a nossa saúde bjs.

    ResponderExcluir
  4. Eu me cobro muito tenho lista do mês inteiro tento ser pro ativa sempre fazendo algo, parece que meu cerebro não descansa, só no sono mesmo :(

    ResponderExcluir
  5. Que lido texto, eu enfrento a depressão ha 10 anos, e é um dia de cada vez. Sempre tento pensar em coisas boas, e se algo dê errado, mentalizo que não foi culpa minha e que posso tentar novamente. Difícil demais, mas possitividade sempre.

    ResponderExcluir
  6. É bem isso que sinto! Me sinto pressionada e desgastará o tempo todo. Sempre quis trabalhar com algo que eu gostasse e ao invés disso acabei escolhendo um trabalho que suga minha energia e me faz pensar se não está na hora de largar tudo e começar do zero.

    ResponderExcluir
  7. Nem posso dizer que isso seja um post, mas sim uma aula. Não podemos ficar sempre nos cobrando para que tudo saia perfeito, pois ninguém é assim. Errar faz parte do nosso aprendizado, basta não repetirmos mais de uma vez o mesmo erro. Mas aprendemos com ele.

    ResponderExcluir
  8. Eu fico feliz com seu post, pois está perfeito, a quantidade de pessoas com depressão é de cortar o coração.
    Devemos ajudar quem está precisando de ajuda.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom seu post...eu vivi a minha vida toda me cobrando muito e como perdi com isso. Que essa reflexão alcance e ajude muita gente.

    ResponderExcluir
  10. Por muito tempo eu me cobrei demais, principalmente durante a minha graduação. Hoje busco trabalhar isso, e o que tem em ajudado demais é a terapia! É sempre importante buscar ajuda e sobretudo cuidar de nós mesmos <3

    ResponderExcluir
  11. oi!
    Eu sempre me cobrei muito e por isso tive crises intensas de ansiedade. Cheguei ao ponto de tomar medicação, mas com o tempo aprendi a não me cobrar e deixar a preocupação de lado e estou bem..

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Essa cobrança que estamos nos fazendo está realmente se tornando excessiva muitas vezes, o que acaba acarretando em problemas mais graves e que nos afetam de forma irreversível. Por causa dessa cobrança que exerço em mim, já tive crises de ansiedade e pânico, e tenho tentado controlar tudo isso com remédio. Muito importante termos posts como esse, parabéns!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Eu fico feliz com seu post, a quantidade de pessoas com depressão (crianças e adolescentes, principalmente) é de cortar o coração. Muito obrigada pelas suas palavras. Precisamos ajudar quem precisa de ajuda.

    ResponderExcluir
  14. Infelizmente depressão é a doença do século. :/
    É triste ve o preconceito ainda , muita gente dizendo que é frescura e nao.
    Temos o dever de ajudar ajudar, perguntar, conversar com a pessoa que passa por depressao

    ResponderExcluir
  15. Bela reflexão, as vzs me cobro até hoje. Mas depois paro, respiro e digo a mim mesmo que dei o meu melhor e viro a página.

    ResponderExcluir
  16. as vezes nos cobramos tante né! e isso causa ansiosidade que é um mal, amei sua colocação, bjus

    ResponderExcluir
  17. Eu acho que tudo é o equilíbrio: temos que ter responsabilidade e ao mesmo tempo entender que nem tudo acontece da maneira que queremos.

    ResponderExcluir
  18. Realmente nos cobramos e nos preocupamos com tantas coisas que acabamos deixando a diversão de lado. Eu preciso fazer mais disso ultimamente, esfriar a cabeça e esquecer um pouco os problemas.

    ResponderExcluir
  19. Ótima reflexão , temos que entender que ninguém é insubstituível e que não conseguimos carregar o mundo nas costa . Fazer bem oque e possível .

    ResponderExcluir
  20. Amei teu post! Super oportuno e necessário. Essa vibe da Ansiedade parece estar tomando conta de todo mundo e, o pior, é que a gente só percebe que isso faz mal quando já estamos afundados numa depressão.
    Sim, é preciso parar, se cuidar, se respeitar. Caso contrário), a vida vai nos obrigar a fazer isso e as vezes de uma maneira bem dolorosa.
    Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
  21. Essas cobranças não são fáceis mesmo! Tem dias que não que a cobrança é tanta que a vontade é sair correndo.
    Amei o post, super me identifiquei. Bjos

    ResponderExcluir
  22. Eu sempre me cobrei demais e isso nunca me fez bem. Amei o post!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  23. Perfeito, não devemos mesmo virar refém dessa neurose sem fim.

    https://blogsilvaniamelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Já fui muito de me cobrar, de querer dar o melhor em tudo, em não admitir falhas. Mas quando nos deparamos por situações bem difíceis, aprendemos a desacelerar. Hoje em dia, se minha mente não estiver saudável, se eu não me sentir saudável como um todo, saio do ambiente sem olhar para trás.

    ResponderExcluir
  25. Ninguém é prefeito e não vale a pena viver com ansiedade. Por vezes temos de virar a página ou fechar por vezes os olhos para poder seguir em frente com outro ânimo. Parabéns pelo post identifiquei com o que escreveste

    ResponderExcluir
  26. Olá! Achei esse post tão pontual para mim. Hoje estava conversando com uma tia sobre isso. Que muitas vezes, nos cobramos tanto e por tantas coisas, muitas vezes, absurdas. Eu chegava a me cobrar horrores pelas vezes que conseguia ou não publicar no blog. Aprendi a diminuir, aprendi que ta tudo bem. Muitas vezes, nossa saúde mental vai dando sinais de que precisa ajuda e a gente só presta atenção quando é tarde demais. Muito importante falar sobre isso. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  27. Menina, eu estava me sabotando. Tem alguns meses que isso deixou de acontecer, passei a fazer as coisas no meu tempo sem deixar o mundo me afetar tanto e tem dado muito certo. Estou mais satisfeita e em paz comigo mesma e isso não tem preço.

    ResponderExcluir