30/09/2012

Sentir saudade não é bom


Por onde andam aqueles momentos que nós sorrimos só de lembrar? Sei que estão no passado, mas e os novos que podemos viver? Nos aprisionamos no passado como se não houvesse o amanhã para ser vivido e do lado de outras pessoas diferentes das que marcaram a nossa vida, porém estas são insubstituíveis  a ponto de acharmos que nunca iremos encontrar outras pessoas tão legais quanto. 

Quando alguém muito importante vai embora da nossa vida, sem aviso prévio e nem tempo para despedida, parece que parte de nós se vai também, uma parte se despedaça, o coração. A mente, músicas, livros, autores, doces, tudo nos faz lembrar delas, só que isso não é bom. Sentir saudade não é bom. 

E de repente as coisas mudam, assim como as pessoas fizeram com que mudassem, mas perdem o controle das coisas, até ficarem do jeito que estão. É triste, falar disso, não tão triste quanto estar em fase terminal numa cama de hospital, mas perturba, incomoda, pensamos nisso todos os dias, choramos durante 3 horas seguidas quando acontece. 


Depois de um tempo, em alguns momentos você consegue parece parar de pensar tanto na pessoa, até ir numa livraria e ver qualquer livro do Sidney Sheldon e se lembrar que é o favorito dela. É massacrante, torturante, irrelevante. 

Ao mesmo tempo que doi, é construído um muro enorme onde ninguém mais passa, nem maré, nem água rasa. Algumas pessoas tentam ultrapassar, mas do modo errado. Um dia essa saudade vai se transformar em apenas uma lembrança boa e iremos parar de tentar encontrar aquela pessoa que se foi em outras que estão surgindo na nossa vida.

21/09/2012

Se não é isso, muda!


Você procura alguém que te compreenda, seja seu amigo, tenha o melhor sexo, aquele se encaixa como uma peça de quebra - cabeça, que saiba o que você está sentindo sem nem mesmo perguntar. Uns passam, só que é só pra ficar, uns beijinhos, um sexo casual, aquele perigo gostoso que todo mundo gosta de sentir, ainda mais quando a pessoa é comprometida, porém você quer encontrar alguém que se importe com você e que não pense só em te comer e te julgar a tua calcinha bege. 
Tantas são as tentativas em busca da felicidade a dois, umas em vão, outras não saem dos nossos sonhos, até que nos atiramos em uma tentativa que por alguns momentos pensamos no passado que poderia nem ser verdade, não passar de uma ilusão, mais uma decepção pra coleção. 
No começo, qualquer vassoura nova varre bem e depois ela vai cansando, desgastando, cansando, tu já sabe como ela varre, tudo é tão previsível que chega a enjoar, cansar, saturar, esgotar, irritar, porém há sentimento e tu não sabe o que fazer, fica parada no meio da ponte sem saber se vai para direita, para esquerda ou se fica no meio do caminho, quase caindo no precipício.
E no auge da irritação e da rotina, você para e pensa, que o seu ex fulano tinha uma qualidade que você amava e que o ex beltrano tinha imponência excitante, mas o atual não tem nada de nenhum dos ex, na verdade o que ele tem é o seu sentimento por ele, além do tesão - isso tu sentia pelos ex também, né? porque se não, não teria ficado com nenhum. Tá certo que por algum deve ter rolado sentimento, mas como não foi recíproco teve fim. 


Um dia talvez a ilusão termine ou seja realizada, a sua vida seja totalmente resolvida até os 30 anos, você viva tudo o que há pra viver, faça quantas tatuagens quiser, coloque quantos piercings quiser e onde quiser, permita - se viver tudo o que há pra viver, tenha liberdade total, não dependa de homem e nem dos pais, dependa apenas de você e de suas vontades, e jamais coloque a sua felicidade na mão de alguém seja ela quem for. 

14/09/2012

A hora é agora


Te dá um frio na barriga, uma vontade de jogar tudo pro ar e ao mesmo tempo se atirar, jogar. Não sabe -se pra onde correr, se volta, fica no mesmo lugar ou dorme durante 3 meses para tudo se acalmar, na verdade você tem que se acalmar, nós. As coisas não são assim que funcionam, não podemos generalizar e nem radicalizar as nossas ações diante das dificuldades. Ergueremos nossas cabeças para seguir em frente, independentemente da dificuldade e do quão cansativa seja a situação, não se deixe abalar por detalhes. 

01/09/2012

Mais egoísmo e menos palpite



As pessoas te julgam sem saber quem você é e o que sente. Dizem o que querem sem se importar se vão te magoar e no final ainda falam que querem o nosso bem. Cada um vive a vida que quer, o poder da mudança está na mão de cada um, basta fazer acontecer. Então, cuidem das suas vidas, deixem os outros.