Páginas

14 agosto 2014

Amor, amado


Num passado não muito distante, eramos eu e tu apenas, hoje somos nós. As mãos uniram - se, os olhares foram na mesma direção, o meu coração, o seu coração, um completou o outro. Hoje somos o que sempre desejamos, um só, eu e você. O amor une todas as coisas, resolve e muda tudo. Basta ter ele dentro do peito, sempre. 

09 julho 2014

Feli(z)cidade


Não é sobre ter todo o dinheiro do mundo e comprar tudo o que quer. Não confunda felicidade com futilidade. É sobre os bons e poucos amigos que temos nessa vida que é tão curta. Aquele que vai pra balada com você, mas também está nas horas ruins com você. Dos momentos simples, do sol que entra na janela de manhã, do friozinho no final da tarde no outono, das flores na primavera e do mega calor que faz no verão. De comer coisas geladas e quentes ao mesmo, do doce e do amargo. Do sorriso no rosto de quem amamos. De tudo mais belo que existe ao nosso redor e nunca temos tempo o suficiente para enxergar, na verdade administramos muito mau o nosso tempo, mas enfim, pare e perceba a delícia do dia a dia. 

Todos os dias, apenas sorria. Levante de bom humor, não faça de tudo uma tempestade. Perceba as coisas positivas, deixe contagiar, contagie, seja feliz independentemente de qualquer coisa e situação. Tudo passa, nada é pra sempre. Se ta difícil agora, corre atrás, batalha, conquista o teu espaço que tu fica mais fácil. Basta querer, está em suas mãos. 

17 junho 2014

Dá e passa


Saudade, vem de dentro, fica conosco quando alguém vai, esse é o presente de grego que as pessoas nos dão quando vão embora. Não que seja totalmente ruim, mas também não é um sentimento bom para ficar sentindo o tempo todo. As lembranças dos momentos ótimos que vivemos um dia nos fazem sentir saudade, e esperança de viver dias tão bons quanto ou até melhores, para diminuir um pouco a saudade do passado. 
Todos dizem que temos que viver o presente e almejar o futuro, mas sabemos que não é bem assim que as coisas funcionam.

18 maio 2014

Lomba

Ela sobe depressa a lomba querendo chegar em algum lugar, não sabe nunca se vai chegar. Sobe sempre a mesma lomba, pro mesmo lugar, mas todo dia parece ser diferente, apesar de ser igual. As únicas coisas que mudam é se tem sol ou nublado, o número de táxis no ponto e se o chaveiro está fechado ou não. Pode até ser que ela chegue a algum lugar a médio longo prazo, com fé e esforço qualquer um chega, claro. Mas tudo depende mais direta do que indiretamente de nós mesmos e por isso é que temos que nos levantar e fazer algo.