23/06/2018

As regras que eu não consigo seguir

Fonte


Perdi a essência de quando comecei há quase dez anos atrás, não é a primeira vez que eu vou falar sobre isso, mas tem gente que não leu, tem gente que já leu e vai ler de novo e tem eu falando tudo de novo outra vez bem redundante, mais do que nunca dessa vez. 

Quando comecei a escrever era pra desabafar, pra contar tudo o que me deixava aflita, depressiva, chorando sem parar por vários dias e escutando as mesmas músicas da Pitty, Elis Regina, Elza Soares, Nx Zero e Caetano Veloso por vários dias sem parar no último volume do rádio que tinha no meu antigo apê. 

Isso mesmo, um blog pessoal, onde eu falava apenas sobre as coisas do meu coração, da minha mente, minhas opiniões, as pessoas vinham pra cá organicamente, eu ia nos blogs alheios organicamente sem pedir nada em troca, todos falavam sobre seus sentimentos, era lindo de se ver, de ler, de comentar. 

Não tinha a mínima ideia de que eu também tinha a capacidade de ganhar dinheiro fazendo o que eu gosto e muito menos que dava pra fazer o que gosto e ainda ganhar dinheiro. Em janeiro desse ano minha mente se abriu pra essa nova fonte de renda e desde então fico vendo vários artigos pra melhorar isso e aquilo no blog, mas são inúmeros artigos que não sei nem por onde começar.

Além dessas dúvidas, tenho uma que fica martelando a minha cabeça o tempo todo:
Eu devo realmente fazer/seguir todas as regrinhas que vários blogs falam o tempo todo? 

Chega a ser bem cansativo o fato de não poder apenas escrever e as pessoas lerem o que eu escrevo, se identificarem, comentarem e ficar tudo certo que nem era antes. Eu não sabia direito nem o que era SEO* e escrevi um texto pro meu irmão e recebo várias visitas todos os dias vindas de buscas feitas no Google.

Tem dias que fico me perguntando se voltando a ter a minha essência pra escrever vou ser reconhecida por isso um dia, óbvio que eu sei que tenho que escrever mais textos, porque quem não é visto não é lembrado. E será que terei que seguir todas essas regras que todo mundo fala pra crescer realmente pra poder viver totalmente da  minha arte? 

Por enquanto ainda não tenho respostas pra nada disso, só quero fazer o que eu gosto, da forma que eu gosto, ser reconhecida e ganhar vários dinheirinhos por isso. Estou me empenhando pra voltar a escrever com mais frequência, porque isso me faz tão bem, tem vezes que eu esqueço, mas quando abro o blogger e começo a digitar me lembro direitinho o porque ainda estou na blogosfera

(Esse é um post inspirado nas postagens do blog Desancorando)

*SEO é a sigla para "Search Engine Optimization", que significa "otimização para mecanismos de busca", ou otimização de sites. SEO é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados naturais (orgânicos) nos sites de busca.

Para saber mais, nada melhor do que um consultor te ajudando nisso, conheça o trabalho maravilhoso do David Dias e otimize logo o seu blog/site.

11/06/2018

Eu tenho tanta coisa pra te contar

Instagram


Eu ainda estou aqui, continuo escrevendo como um desabafo enorme, quanto mais escrevo mais coisas surgem pra escrever. Na maioria das vezes no meio do dia escrevo várias coisas em diversos papeis de rascunho e levo pra casa, mas sinto uma preguiça enorme de digitar tudo aquilo pra você vim ler. O certo seria eu fazer isso, porém tô cansada de apenas fazer o certo. 

Mentalmente escrevo sobre várias coisas, assuntos e pessoas, mas depois de meia hora já esqueci tudo e fica como se nunca tivesse existido realmente mesmo que em modo abstrato. Continuo escutando as mesmas várias vezes ao dia e quando não consigo escutar por algum motivo de: estar trabalhando e não poder escutar música lá, as músicas continuam na minha cabeça e eu cantarolo mentalmente também. 

Agora, aqui sentada parei pra pensar em quantas coisas que já ouvi por querer escutar as minhas músicas em ambientes que tem mais pessoas e que não gostam do que eu escuto, mas quem liga pra opinião alheia em relação aos meus gostos? Ninguém, muito menos eu.

Nem tudo o que está acontecendo agora está sendo útil de verdade, pra ser bem sincera contigo, acho que tudo está sendo útil sim, não posso ser orgulhosa a ponto de dizer que não, porque está, sabemos que sim. 

Um dia, daqui uns anos ou meses, vou olhar pra trás e ver o quanto estou sendo forte, corajosa e audaciosa de fazer tudo o que passa pela minha mente e dar graças a Deus por não sentir mais tantas dores por causa do estresse. Torço também pra que até lá eu não tenha sofrido nada além do que já sofri antes por causa da ansiedade e do estresse. 

Muita coisa aconteceu, tenho tanto pra te contar, mas acho que com o tempo vou falando aos pouquinhos pra tua cabeça não ficar bagunçada e você não fugir de mim, de novo!