16/11/2014

Querendo organização

Introduzir no dia a dia o ato de levantar cedo e administrar melhor o seu tempo torna-se difícil quando você não fez isso a vida toda, a idade e a rotina estão carecendo muito disso. Você vai ficar se perguntando, poxa, mas acordar tarde é tão bom, aquele soninho depois das 5 horas da manhã é o melhor que tem, só que enquanto você não ganhar dinheiro dormindo até meio dia tem que acordar mais cedo. 

A organização faz falta no cotidiano de qualquer pessoa independentemente da profissão e atividades exercidas diariamente. Não que eu seja a pessoa mais organizada, na verdade não sou organizada, estou sempre atrasada, deixo tudo pra última hora e prefiro ficar na internet o dia todo do que fazer qualquer outra coisa. 

Quando nascemos não herdamos nenhum dinheirinho, nada de bom, apenas traços genéticos que tentamos disfarçar. O que temos que fazer, sabemos, mas a preguiça é maior. Cadê vida na sacada de frente pro mar com todas as contas paga e muito luxo? Pois é, falta muito ainda, arregaça as mangas e vamos lá. 

01/11/2014

Como deveria ser

Escrever sempre foi a melhor coisa desde os quinze anos. Logo que fiz o blog escrevia sem parar sobre um monte de coisas praticamente um diário, chegava a chorar escrevendo tudo o que sentia. No começo não sabia o que escrever direito, quando não tinha inspiração, postava músicas que eu gosto e poemas que achava pela internet. Depois começaram os selos, que uma blogueira indicava um número x de blogueiras para postar e assim sucessivamente até alguém não repassar e quebrar um dos laços dessa corrente. A blogosfera ficou assim por um tempo, blogs pessoais que as pessoas não sabiam muito bem o que postar. Até que surgiram ou ficaram mais famosos, os blogs de moda, literários e de humor, monetizaram - os completamente e virou profissão. Com isso a importância dos blogs pessoais cairam um pouco, talvez perderam a graça e o que vale mais hoje em dia é a roupa que as blogueiras vestem, a maquiagem que usam, os lugarem que vão viajar, as coisas que compram e os livros que leem, na verdade virou um diário reformulado. 

Ter um blog é sentimento pela escrita, gostar do que faz e se dedicar para conquistar mais seguidores, óbvio que cada um defende seu segmento, eu defendo o pessoal, isso engloba escrever e falar sobre tudo o que eu gosto, mesmo que nos últimos dias, semanas, meses e anos eu não esteja tão animada assim para escrever. Na verdade estou cansada, não sei se conseguem me entender. Sei que é comum e todo mundo faz, trabalhar e estudar, mas nas minhas horas vagas, durmo, não tenho nem cabeça pra estudar e muito menos inspiração para escrever. Estou contradizendo - me, pois cheguei em casa as vinte e três horas e agora são uma hora da madrugada e estou no escuro do meu quarto, toda errada na cama escrevendo esse texto que surgiu do nada. Esses são os momentos que temos que aproveitar já que são raros. 

Toda blogueira, tantos as antigas quanto as iniciantes, acho que a maioria, melhor eu falar de mim, fica mais bonito. Sonhava em ser uma blogueira famosa, dessas que a profissão é apenas o blog, tipo a Bruna Vieira, que escreveu 4 livros, mora em SP e agora comprou um sítio pra trazer a família de Leopoldina, acho que todo mundo da blogosfera conhece ela. Ninguém quer ser uma blogueira desconhecida, sem seguidores, leitores e altos números de visitas diárias, a maioria fez um canal no youtube. Ninguém quer se empenhar em algo e não sair do zero, trabalhar pros outros e não receber o justo. Todos da blogosfera querem monetizar seu conteúdo o mais rápido possível, porque é melhor trabalhar, produzir, investir tempo e criatividade, e ver o resultado para orgulhar - se disso do que trabalhar para um desconhecido o mês todo e não ser valorizado como realmente deve ser.

Porém com o passar do tempo você vai vendo que tem que manter o mesmo pique todos os dias, o tempo todo e saber fazer a receita do bolo corretamente, mas não é assim, pelo menos comigo não é assim. Agora to escrevendo isso tudo, mas amanhã não sei se vou ter vontade ou inspiração para escrever e também não sei se alguém vai ler tudo isso que escrevi, mas enfim, o que importa é escrever. 

Tinha um tempo que eu me importava muito com os números do blog, hoje não me importo mais, o que mais importa é escrever, colocar pra fora o que incomoda, atormenta e sufoca. Expor a tua opinião, a minha.
Agora tá na hora de dormir, amanhã de manhã uma aula de lógica me espera. 


16/10/2014

Amar longe

De mãos dadas seguiremos em frente, como a planta e a semente. Nada mudará o que sentimos um pelo outro, nem nossos planos, sonhos, sorrisos e amores. Estar com você é como estar em um mar de flores, cheio de cores, onde não há espaço pra mais ninguém, além de você e eu, eu e você. Sentir o toque das suas mãos, o cheiro do seu perfume, ver o teu sorriso, é tudo o que eu preciso para continuar. Não solte a minha mão, não devolva meu coração. Meu sinônimo de felicidade. 

02/09/2014

Com o tempo tu acostuma


Eu não sei o que dizer depois de tanto tempo sem aparecer. Apenas que quero voltar a escrever, isso tira de mim o que ninguém mais consegue. Organizar o tempo de uma pessoa extremamente preguiçosa como eu é difícil, na verdade não é, é só preguiça. Nada justifica, complicamos sempre, sendo que o simples é o melhor. São 24 horas que passam rápido demais. Você dorme da meia noite até as 6 horas da manhã, sai as 7, vai trabalhar meio dia e chega as 23 horas, sabe que consegue aproveitar um pouquinho mais os minutos, seja lendo um dos livros da fila de espera ou estudando o que ainda nem começou a ver, mas não, prefere fazer outra coisa ou tirar cochilos curtos na aula, no serviço, no ônibus. Todos dizem que com o tempo nos acostumamos com a nova rotina, seja de postagens, de acordar cedo, de qualquer coisa, tudo é questão de adaptação. Até pode ser, mas que é chatinho é, convenhamos. Por enquanto continuaremos sem administrar corretamente as nossas horas, dormindo de qualquer jeito, com alimentação errada, tentando emagrecer, estudando e trabalhando pra conquistar nosso espaço, comprando mais livros pra ler depois que terminar o que começamos, não podemos parar. E quando o despertador tocar, desligaremos e pediremos mentalmente, mais 5 minutinhos.

14/08/2014

Amor, amado


Num passado não muito distante, eramos eu e tu apenas, hoje somos nós. As mãos uniram - se, os olhares foram na mesma direção, o meu coração, o seu coração, um completou o outro. Hoje somos o que sempre desejamos, um só, eu e você. O amor une todas as coisas, resolve e muda tudo. Basta ter ele dentro do peito, sempre. 

09/07/2014

Feli(z)cidade


Não é sobre ter todo o dinheiro do mundo e comprar tudo o que quer. Não confunda felicidade com futilidade. É sobre os bons e poucos amigos que temos nessa vida que é tão curta. Aquele que vai pra balada com você, mas também está nas horas ruins com você. Dos momentos simples, do sol que entra na janela de manhã, do friozinho no final da tarde no outono, das flores na primavera e do mega calor que faz no verão. De comer coisas geladas e quentes ao mesmo, do doce e do amargo. Do sorriso no rosto de quem amamos. De tudo mais belo que existe ao nosso redor e nunca temos tempo o suficiente para enxergar, na verdade administramos muito mau o nosso tempo, mas enfim, pare e perceba a delícia do dia a dia. 

Todos os dias, apenas sorria. Levante de bom humor, não faça de tudo uma tempestade. Perceba as coisas positivas, deixe contagiar, contagie, seja feliz independentemente de qualquer coisa e situação. Tudo passa, nada é pra sempre. Se ta difícil agora, corre atrás, batalha, conquista o teu espaço que tu fica mais fácil. Basta querer, está em suas mãos. 

17/06/2014

Dá e passa


Saudade, vem de dentro, fica conosco quando alguém vai, esse é o presente de grego que as pessoas nos dão quando vão embora. Não que seja totalmente ruim, mas também não é um sentimento bom para ficar sentindo o tempo todo. As lembranças dos momentos ótimos que vivemos um dia nos fazem sentir saudade, e esperança de viver dias tão bons quanto ou até melhores, para diminuir um pouco a saudade do passado. 
Todos dizem que temos que viver o presente e almejar o futuro, mas sabemos que não é bem assim que as coisas funcionam.

18/05/2014

Lomba

Ela sobe depressa a lomba querendo chegar em algum lugar, não sabe nunca se vai chegar. Sobe sempre a mesma lomba, pro mesmo lugar, mas todo dia parece ser diferente, apesar de ser igual. As únicas coisas que mudam é se tem sol ou nublado, o número de táxis no ponto e se o chaveiro está fechado ou não. Pode até ser que ela chegue a algum lugar a médio longo prazo, com fé e esforço qualquer um chega, claro. Mas tudo depende mais direta do que indiretamente de nós mesmos e por isso é que temos que nos levantar e fazer algo. 

27/04/2014

Vida minha


Você não sabe o que se passa aqui dentro. É uma confusão, uma vontade de sair correndo e uma vontade de ficar, mesmo sabendo que não tenho para onde ir ao certo. Quero abraçar o mundo, mas meus braços parecem, são tão curtos. Literalmente não posso fazer, não consigo. Corro contra o tempo desde sempre, atrás do que eu acho que me pertence. É cansativo, bate um desânimo, porque demora muito ou eu sou ansiosa demais. Óbvio que é a segunda opção. Sei que todo mundo é assim, sentem as mesmas coisas, não sou a primeira e nem a última a te medo de seguir em frente, de achar que as coisas não vão dão certo, achar que vou morrer antes de ter tudo o que eu quero. Faz parte, temos que seguir o ciclo que nos foi dado quando nascemos, a missão que nunca sabemos ao certo qual é. 

Apenas temos que continuar vivendo, tentando conquistar um pouquinho mais todos os dias. Não há como desistir, não tem o porquê, não podemos fazer isso. A vida é um desafio diário, cada um tem uma fase diferente para passar, que nem aqueles jogos do Mario Bros, cheio de fases para salvar a princesa. Enfim, vamos respirar fundo e fazer o que temos que fazer, porque ninguém vai fazer por nós. 

24/03/2014

Vida leve


Com a simplicidade que tem no olhar de uma criança inocente, temos que ir levando a vida. Um passo de cada vez, respirando fundo e devagar, na paz do nosso Pai.  Cumprindo o trajeto que nos foi dado, sorrindo com e para as pessoas. Viver uma vida leve sem compromissos, sem preocupações e sem quase infartos todos os dias. Seguir em frente, sem lamentações, sem reclamações nas redes sociais o tempo todo como se todo o minuto que passa fosse um fim do mundo. Temos muito o que viver ainda, a vida não se resume no hoje, no agora, tem muito ainda pela frente, basta você abrir os olhos com bom humor e viver com calma. 

06/03/2014

Por enquanto, obedeça o DJ



Dizem por aí que quem faz o seu futuro é você mesmo, mas não escolhemos onde nascemos, em que tipo de família e nem as condições financeiras que iremos ter. Apenas nascemos e a vida vai nos moldando como se fossemos massinhas de modelar. Nos acostumamos com o ter e o não ter, até crescermos e termos idade suficiente para trabalhar. Dependendo da condição financeira, ajudamos em casa. Isso faz parte da vida da maioria das pessoas, a não ser que sejam gays e tenham pais homofóbicos e sejam expulsos de casa ou queiram liberdade e estejam cansados de viver na pobreza. 

Chegamos a conclusão de que não podemos controlar tudo, apenas temos que viver e buscar sempre o melhor pra nós. Não adianta criar desculpas dizendo que é muito difícil, que não dá, que não consegue, óbvio que se você não quiser, não vai conseguir mesmo. 

Dançando conforme a música da vida, seguiremos em frente, um dia de cada vez, um passo após o outro. Uma hora poderemos escolher a música, dançar do jeito que queremos, mudar de pista várias vezes, até encontrar uma que tenha pessoas legais e todas as músicas nos agradem. Há tantas festas ainda que não conhecemos, tantas músicas que não dançamos, as pistas são inúmeras. Então tá na hora de deixar rolar e encontrar a festa, a pista e o DJ certo para colocar a trilha sonora certa na sua caminhada. 

02/03/2014

A vida é muito curta



O peito aperta, você não sabe se ri ou se chora, apenas quer ir embora de tudo, ir pra longe, onde o mar se esconde do vento e vice versa, sem ter pressa. Sorrir é o que queremos e poder fazer agora sem represálias, depois de fugir por tanto tempo de tantas pessoas, por causa do medo de se decepcionar. Nos encontramos no meio da estrada, onde ninguém passava, só estávamos nós. Hoje somos felizes, nos importamos um com o outro, é bem mais do que amizade, é amor de verdade. Talvez seja apenas da minha parte, mas se não há expectativas, não há decepções, apenas emoções nos momentos que estamos juntos. Não há coisa melhor na vida do que conhecer pessoas que nos entendam e queiram do jeito que somos, que sejam do mesmo ritmo, que gostem das mesmas coisas. 

No passado tudo o que existia era medo de chorar 3 horas seguidas pela mesma pessoa depois de uma decepção. Continuar sozinha, não acreditar mais em nada e nem em ninguém. Hoje, somos um trio, somos nós, nos gostamos do jeito que somos e não quero que nunca termine, mas se terminar continuarei feliz, pois ficará a certeza de que marquei na vida de alguém e as lembranças nunca me abandonarão. E cá entre nós, a vida é curta demais pra guardar rancor, não ter amor e não agarrar as oportunidades, as chances de recomeçar diariamente com as mesmas ou com novas pessoas. 

15/02/2014

Diversidade da blogosfera


Nós, blogueiros veteranos, que começamos há mais de 5 anos atrás, quando ter um blog, escrever em um era pra compartilhar os sentimentos estamos um pouco esquecidos, somos poucos hoje. Tínhamos comentários por nosso próprio mérito, não porque copiávamos conteúdo de outras pessoas e nem porque falávamos sobre a mesma coisa que todo o resto da blogosfera. 

Na verdade nós, blogueiros que escrevemos sobre o dia a dia, o nosso principalmente, de uma forma indireta, sempre falamos sobre o "mesmo" assunto que as outras blogueiras, porém de uma forma diferente. Hoje, as blogueiras de antigamente, as que sobreviveram na blogosfera começaram a escrever sobre livros, viraram blogueiras de blogs literários e as novas falam sobre moda, tutoriais, decoração, viagens. É legal, viram revistas virtuais escritas por pessoas que são quase da mesma faixa etária que a sua, e tem mais outras coisas em comum com você. Mas, tem um pequeno detalhe, num dia você vê um assunto em determinado blog e no outro o mesmo assunto, abordado da mesma forma em outro. Copiar conteúdo não é postar, não é ser blogueira, essa pessoa não faz parte da blogosfera realmente. 

Eu já passei por um momento de cabeça fraca e tentei postar sobre cabelo, comportamento, modas e todos esses mimis que as blogueiras novas escrevem, mas não tenho paciência pra esse tipo de coisa. Quando criei esse blog, aos 15 anos, foi para expor tudo o que eu sentia de ruim e de bom. No começo, escrevia só quando estava triste, depois de um tempo, escrevia sempre, inspiração não faltava, minha opinião não some. 

Não posso deixar que essa nova blogosfera derrube meu blog ou faça ele mudar de tema, de rumo, de escrita. Nasceu assim e continuará até o fim com o mesmo andar. Um dia tem postagem, em outro não. A essência não pode ser perdida de forma nenhuma. 

11/02/2014

Sopre - se


Dentro do peito um aperto imenso, uma vontade de sair voando feito um dente de leão, um catavento. Ser livre como o vento é, o tempo.  No passo miúdo diário, com um ar meio sedentários, vamos devagar, cheios de dores, conquistando novos caminhos, respirando novos ares. Não gostamos muito dos olhares que são lançados, fugimos ou ficamos e encaramos todos de cabeça erguida. É essa a vida, o que nos resta é viver.

07/02/2014

É isso mesmo?



o colorido te seduz a cada dia.
a ilusão te compensa com o artificial.
nada é igual amanhã, nem foi real ontem.
dá vontade de deitar pra admirar o horizonte.
deixar o tempo passar pra ver o que vai acontecer.
tem dias que a gente cansa, não dá nem vontade de levantar.

trabalhamos o mês todo, todos os dias, 6 hrs durante a semana,
9 no sábado, suamos a camisa todos os dias, pra ganhar 10 centavos.
por mais que estamos desgostosos, tentamos fazer o melhor sempre.
E o que recebemos? ingratidão, um "tu não faz mais que a tua obrigação".

cansativo, satura, dá vontade de sair correndo todos os dias.
arrumar as malas e apenas ir para algum lugar longe, começar do zero.
deixar de ser escravo, deixar de plantar de noite e colherem todos os dias de manhã.


03/02/2014

Playlist de segunda - 6

Meio ano sem postar e cá estamos nós novamente, com inspirações para atualizar a playlist do celular, do ipod, do mp alguma coisa. Enfim, dê o play e se divirta.






Curtam, sigam e compartilhem.

31/01/2014

Vai sem medo de ser feliz



Andando sem rumo pra ir, tinha várias estradas para escolher, não sabia se escolhia o preto e branco ou o colorido, o caminho mais curto ou o mais comprido. Escolheu então a terceira opção, em seu pensamento era o que a maioria fazia quando tinha mais de 3 opções. Então o fez. 

Não pensou nem duas vezes, decidiu voltar, o caminho era longo, muito difícil de continuar. Os obstáculos eram maiores do que a vontade de continuar, porém já estava na metade, mais algumas pedras, dragões e vulcões, chegaria ao seu destino final, que não tinha a menor ideia de qual seria. Resolveu seguir em frente, mesmo cheia de machucados que não tinham começado a cicatrizar e ciente de que mais viriam. 

Sozinha, num lugar desconhecido, cheia de marcas por dentro e por fora, cansada de tanto andar e chorar, desesperada e querendo voltar para tentar escolher o caminho que talvez fosse o certo, continuou. Respirou fundo, ergueu a cabeça, secou as lágrimas, o suor e foi. 

Sabia que não seria fácil, queria vencer, queria chegar ao seu destino mesmo que incerto. Buscava o novo, dispensava o velho, a rotina e tudo que lhe atrasava, lhe puxava pra baixo, queria o topo, o mundo. Saiu atrás do seu destino sem saber direito o que queria, ninguém lhe disse que era impossível, por isso não desistiu.

26/01/2014

Querer é poder


Queríamos crescer, mas não saíamos do berço. 
Queríamos aprender, mas não estudávamos. 
Queríamos mudança, mas não saíamos da cama.
Queríamos tantas coisas, mas não fazíamos nada para que isso mudasse. 
Queríamos continuar vivos, mas um dia a morte chegou e não fizemos nada da vida, apenas morremos.

20/01/2014

Torne-se


Com cantar dos pássaros acordamos todos os dias no meio dessa floresta de prédios e pessoas que não param nunca. Correndo contra o tempo, querendo ser melhor que o outro sempre, mas nunca melhor do que foi ontem. Inveja a colheita do vizinho, sem ter plantado uma semente um dia. As coisas não brotam do dia pra noite, nem da noite pro dia, pra isso acontecer você tem que se mexer, correr, pedalar, escalar, tem que buscar, conquistar e o mais importante de tudo ter paciência e não desistir. 

Acordamos todos os dias querendo que tudo melhore, rios de dinheiro e uma vida de pernas pro ar. Porém continuamos no mesmo lugar, parados, estáticos, sendo escravizados, há tanto negativismo nisso tudo que desanimamos, ficamos cegos, não conseguimos enxergar as possibilidades e oportunidades. 

Temos que ter ânimo para seguir em frente, levantar todos os dias com um motivo realmente importante, que seja útil suficiente para você parar de se sentir um inútil. 

17/01/2014

Não prometam

Chegar em casa e soltar o cabelo, olhar no espelho e perceber o quanto tempo passou desde ontem. Enxergar o cansaço que chegou e foi embora tão rápido, porém deixou rastros como um amor mau amado. Nada é por acaso, nada é sem querer, tudo tem um motivo, mesmo nós não sabendo realmente o porquê. Seguimos em frente sem entender direito, porque uns vão e não voltam mais, sendo que prometem voltar.