26/11/2017

Depois de 20 dias, voltei!

Facebook | Twitter | Tumblr | Instagram fonte


Acordei hoje de manhã e pensei comigo, estaria eu enfrentando a crise dos 25 ou a dos 20 e poucos? Sinceramente não sei, só sei que tô numa fase de achar que nada é suficiente, muito impaciente querendo fazer tudo e ao mesmo tempo não fazendo nada. Com um milhão de ideias na cabeça para saírem do papel/cabeça e sem conseguir agir por preguiça, por achar que não vai dar certo até ver a mesma ideia send feita por outra pessoa. Bem no fundo acredito que tenho potencial pra realizar tudo o que eu quero, a única coisa que me falta é a força de vontade e ficar me comparando com fulano ou ciclano, esse derrotismo não sai de mim.

Tenho assistido vídeos de várias pessoas de todos os nichos pra ver se me dá um up e consigo seguir em frente com as ideias, pelo menos 1 que seja, só tenho que sair da minha zona de "conforto", que de conforto não tem nada, afinal só me atrasa. Começar a fazer o que dá na minha mente e sinto vontade pra ser feliz de verdade trabalhando com o que eu acredito realmente, ou seja, todos os empreendedorismos que saem da minha cabeça por mais absurdos que sejam. Não posso deixar que o pensamento negativo alheio me domine, preciso aprender a filtrar esse tipo de coisa, tudo o que for negativo entre coisas, lugares e pessoas, tudo o que não me faça bem a curto, médio e longo prazo



O segredo de tudo está em esperar por mais tenso que seja essa parte, mas faz parte e não podemos colocar a carroça na frente dos bois achando que as coisas irão dar certo assim, óbvio que não se aplica pra tudo na vida, porque tem algumas coisas que se não dermos um peitaço* não saíremos da estaca zero.


Depois de muitas dormências, muito estresse, aprendi a parar de comparar a minha vida com as das outras pessoas e apenas focar em histórias de vidas de pessoas que fazem as mesmas coisas que eu e queriam coisas parecidas também, como se fosse um estudo de caso para me basear e ter como inspiração pra não desistir.

E a melhor coisa que eu aprendi é esperar, ter paciência e deixar o fluxo da vida se encaminhar, óbvio que não vou ficar parada esperando cair do céu, porque só o que cai do céu é chuva, vamos combinar. Se quero chegar a algum lugar tenho que dar o primeiro passo, em qualquer situação, a ação é a alma do sucesso.

*peitaço*: ter coragem o suficiente para tomar uma atitude apenas focando no resultado sem dar tanta importância para os medos e o que isso pode trazer de ruim no meio do caminho.



06/11/2017

5 coisas que me acalmam

também me acalmam

Tem um momento do dia que ficamos, nos sentimos sobrecarregados e que precisamos parar pra não pirar o cabeção de vez. E é nessa hora que eu busco fazer o máximo de atividades que me permitam alcançar a paz interior que tanto preciso. 

Como uma usuária assídua da internet, faço a maioria das coisas por aqui mesmo. Vamos a essa maravilhosa lista que por mim praticaria todos os dias, o tempo todo. 

1 - Escrever (tanto on quanto off):

O máximo possível de tempo passo escrevendo, rabiscando, desenhando muitas coisas que saem involuntariamente, que fico surpresa, porque não sabia que estavam ali ou que sairiam daquela maneira. A maioria não acho tão bom assim para que alguém leia. De um tempo pra cá mudei de opinião, passei a achar que tudo que é feito de coração merece e tem que ser lido por todo mundo. 
Vou listar pra vocês 15 textos que me orgulhei de escrever:


2 - Escutar música alta e cantar junto:

Na playlist tem várias músicas, mas só escutamos 5 ou 10, no máximo 15 e olhe lá. A satisfação que dá de cantar minhas músicas preferidas com todo fôlego, que tenho e não tenho, é maravilhosa. Essa é a minha playlist, dá o play e leia o restante desse post. 


3 - Ver ilustrações:

Adoro desenhos e ilustrações, as cores combinadas, o traço do artista e a história tão real contada ali, me fascinam de tal maneira que me inspiram a escrever novos textos. Meus artistas preferidos, são: 



4 - Assistir Lia Camargo:


Acompanho - a há alguns anos, gosto do trabalho que desempenha e principalmente da forma calma como ela fala. Ultimamente tenho preferido ver os vlogs e as reformas. Nos vlogs ela mostra que a sua vida aproxima - se da vida real de qualquer pessoa que não seja blogueira/youtuber e tenha ou não tantos recursos quanto ela. E nos de reformas mostra fomas mais econômicas e criativas de repaginar os cômodos e móveis sem  se desfazes deles. Em seguida a playlist de vlogs e a de reformas:



5 - Ficar no silêncio:

Nada melhor do que chegar em casa e usufruir do meu querido e amado silêncio que tanto necessito todos os dias. Ele me ajuda a organizar todos os meus pensamentos, fico mais tranquila e "esqueço" dos problemas que é o principal. 

O que te acalma? Me conta aí nos comentários


28/10/2017

eu tenho tanta coisa pra te dizer

Facebook | Twitter | Tumblr | Instagram




Eu sei que escrevo textos que você nunca vai ler, que nem sabe que existem e são exclusivamente pra ti. Essa é a única certeza que tenho nos últimos 3 anos, ou quase. A tua falta ainda me assusta e isso é nítido, só não enxerga quem não quer, na verdade ninguém precisa enxergar, acho que isso é até uma fraqueza minha. 

Tentei superar por tanto tempo, lutei e relutei, não queria nem pensar em ti mais, mesmo depois de ter amadurecido o suficiente pra não guardar rancor e nem mágoas de ti, porque um relacionamento é feito por duas pessoas. E se algo de ruim aconteceu, que eu não gostei, talvez eu tenha agido de um certo modo pra receber essa reação em troca. 

O que eu senti por ti foi sentimento de posse, foi egoísmo, foram mais coisas ruins do que boa ou talvez tenha tudo sido meio a meio. Pensei em como teria sido se eu tivesse partido contigo sem todas aquelas cobranças idiotas, sem ter deixado tantas pessoas se meterem entre nós e dado palpite. 


Sinto que tenho que acertar contigo, que te devo um pedido de desculpas por ter te tratado desse jeito, por ter deixado as coisas irem pro lado que foram, por não ter te amado por completo e mais como deveria ter amado. Hoje tenho a plena certeza de que tudo o que aconteceu e eu não gostei, grande parte foi culpa minha 

A verdade é que não somos adivinhos pra saber que depois de um tempo muita coisa ia mudar, que íamos amadurecer, que eu ia mudar tanto quanto mudei nos últimos 3 anos. Me arrependi de muita coisa, vi que não precisava ter acontecido nem um terço do que aconteceu, mas já foi e está no passado. 

Tem muita coisa guardada no meu peito, tenho tanta coisa pra te falar pessoalmente, mas estou esperando as voltas que o mundo dá pra te encontrar de novo. 

E se você leu até aqui, dá o play!

22/10/2017

O que você faz pra ajudar quem você gosta?

Facebook | Twitter | Tumblr | Instagram 


Essa é uma pergunta que eu me faço há alguns dias já e talvez isso não passe pela cabeça de muitas pessoas, é mais uma reflexão que fica pairando pelo ar e que pesquei pra vim debater com vocês. 

Particularmente, quando eu faço algum post que me orgulho muito aqui no blog, adoro ler os comentários, ver as pessoas compartilhando, dizendo que gostam do que eu faço e não é diferente em relação aos vídeos.

É muito bom ter o nosso famoso reconhecimento quando fazemos o que gostamos. Ele que nos dá mais vontade de continuar a fazer o que gostamos, produzir, desenhar, pintar, seja lá o que escolhemos fazer, o importante é fazer com amor e passar isso pra quem consome o que você produz. 

E respondendo a pergunta do título: 
O mínimo que eu faço é dar like e compartilhar, ultimamente tenho comentado em vários canais que acompanho e nos blogs compartilho nas minhas redes sociais além de comentar nos posts também. Acredito que se eu quero que façam o mesmo comigo tenho que fazer com os outros também. Temos que fazer para os outros o que queremos receber sempre, em todos os sentidos e momentos da vida. 

Fiz um vídeo falando melhor sobre isso, tô muito orgulhosa de mim mesma nesse vídeo. Espero que vocês gostem, compartilhem, deem like e se inscrevam no meu canal. 

30/09/2017

Poderia - Gostaria - Deveria - Fiz

Facebook | Twitter | Tumblr | Instagram


Poderia ter estudado um pouco mais quando tive oportunidade, eu sei que na verdade foi tudo fase da idade, da adolescência que não pensa em nada, que só quer ficar de bobeira em qualquer lugar com várias pessoas rindo do nada e pro nada. Não que isso não seja bom, também não é tão ruim assim, era tudo tão divertido. Os anos passaram e parei, não queria, mas perdeu a graça.

Gostaria de ter a determinação e principalmente a disciplina para colocar em prática todos os meus projetos pessoais e profissionais, ao invés de deixar tudo num pedaço de papel jogado por aí ou apenas nos pensamentos idealizando coisas que se eu tomar atitude sei que podem tornar - se realidade. Porém a preguiça, o sentimento de derrota constante e a ansiedade não deixam que as coisas sejam executadas da maneira que tem que ser. 

Deveria levantar todo dia com um ar de alegria dizendo bom dia até mesmo pra quem não me diz, emanando paz e amor para também receber e fazer do meu dia melhor que ontem. Admirar o horizonte, adorar o céu seja com nuvens ou com estrelas e manter a inspiração para escrever sempre presente na minha vida, porque a satisfação é a melhor coisa que tem. 

Fiz, na verdade estou em processo de criação de coragem; disciplina e determinação para seguir em frente com todos os projetos internos, externos, pessoais e profissionais. Vivendo um dia de cada vez, respirando em cada inicio de crise de ansiedade. Pensando que cada um faz do seu jeito e que pra todo mundo existe público a cada pensamento derrotista. E a cada pico de inspiração, seja sobre o que for, vou abrir o blogger e escrever, porque eu sei o quanto isso vai me satisfazer e que sempre vai ter alguém pra ler. 

Obrigada!

25/09/2017

a paixão que a gente diz não sentir

fonte


Te encontrei por acaso, enquanto contava os passos andando na rua, me vi nos teus olhos, nunca tinha me visto assim. Por mais estranho que tudo isso fosse, queria que continuasse desse mesmo jeito, sem perder nenhum detalhe, apenas continuar te observando. A cada declaração de gostar, confundo tudo com a paixão que você diz não sentir, que diz nunca mais ter pra não se machucar de novo, mesmo eu não sendo a mesma pessoa, nem fazendo as mesmas coisas e tendo passado tanto tempo, tem traumas que ficam pra sempre. E por mais que o tempo passe, outras pessoas passem na vida da gente e tudo acabe de repente, tudo o que aconteceu foi marcante e nada será esquecido, porque vai ficar tudo marcado no coração.

07/09/2017

Eu não sei mais escrever

Fonte

Perdi o tino, perdi o raciocínio, não sei mais por onde começo, sobre o que falo, se devo falar, se é pra falar. Vamos conversar? Não? Sim? Também não sei. Abro o editor sem saber o que falar pra ti que vem aqui todos os dias a procura de um post novo sobre qualquer coisa ou sobre algo específico, pedir desculpas é chato, não tem nada melhor do que mudar a atitude ao invés de pedir desculpas. 

Eu pedindo desculpas é algo tão chato e cansativo, algo que com o tempo se torna repetitivo, ninguém gosta disso, também não gosto disso. 

Nos últimos dias em que não estive presente aqui nessas linhas, assisti muitos vídeos e li muitos blogs que acompanho {dá uma olhadinha no meu blogroll} e pensando que cada um tem um jeito diferente de fazer as coisas e que sempre vai ter alguém que goste, admire, acompanhe. 

O mais importante nisso tudo é não desistir de fazer o que gosta por influências negativas externas e nem deixar que o derrotismo atrapalhe. Ninguém é igual a ninguém, somos todos diferentes em tudo. 
Tu ainda lembra qual o motivo que te fez começar? Então também vai saber o porque continuar.

Eu lembro o porque comecei e agora tenho mais motivos pra continuar, só não posso achar que os outros são melhores do que eu e desistir de tudo. Muito menos me sentir fracassada, tenho que viver um dia de cada vez e fazer o que sinto vontade. 

20/08/2017

3 vídeos do Despindo Estórias pra você começar bem a semana | #Beda6

Despindo Estórias 


Conheço o trabalho da Tailany Costa há anos, acho que desde que criei o blog, não tenho muita noção de tempo, mas sei que não é de hoje que admiro o trabalho dela. Desde quando ela escrevia apenas e agora mais ainda com os vídeos. Ela tem muito a ensinar pra nós, então dá o play para aprender.

Domingos são aqueles dias preguiçosos, que acordamos tarde, almoçamos tarde, fazemos tudo tarde e quando vamos nos dar conta o dia já acabou e não fizemos nada realmente. Acho que ultimamente não é só no domingo que isso tem acontecido pra maioria de nós jovens que queremos tudo e não fazemos nada. 

Demoramos um tempo pra acordar pra vida e perceber que se nós não tomarmos as atitudes certas para que os nossos sonhos se realizem, eles não vão se realizar; que se a gente não se amar da forma que somos, ninguém mais vai nos amar e que não somos obrigados a perdoar as pessoas que nos magoam o tempo todo. 

Entender qual é o seu propósito para alcançar os seus objetivos e realizar os seus sonhos é um grande passo. Acreditar em si mesmo e que não é algo impossível e mirabolante o que você quer, são os próximos passos a serem tomados rumo a realização. Você também pode realizar tudo o que quer, basta querer, acreditar em você e subir um degrau de cada vez.


Muitos dizem que quem perdoa é só Deus, mas não concordo com isso, nós também temos que perdoar para não ficar convivendo com o rancor, esse sentimento tão ruim que não nos faz bem. Por mais que a situação que aconteceu seja bem difícil de passar por cima, perdoar é bom, mas se você não consegue, está tudo bem também, você não é obrigada.


Aceitar - se como é e entender que a sua beleza existe e é única, é algo fascinante quando alcançado, mesmo que o processo seja bem difícil. Muitas vezes não sabemos nem como começar a nos amar, qual parte, como, onde, ficamos pensando que somos feias principalmente por não fazermos parte dos padrões impostos pela sociedade. Isso deteriora com a autoestima de qualquer pessoa. Por isso é sempre bom conversar com pessoas que estão passando pelo mesmo processo e assistir vídeos também. 


Gostou dos vídeos? Então se inscreve no canal dela.


15/08/2017

Eu adoro olhar nos teus olhos | #Beda5

fonte


Te olhei no fundo dos olhos pra tentar entender tudo o que tu queria me dizer naqueles momentos longos do mais puro silêncio em que nossos lábios entre abriam - se para um encontro em câmera lenta. 

Não queria e nem podia estragar aquele momento, porque era nosso único momento, curto e intenso como se não houvesse amanhã, como se não fossemos ter uma outra vez. Consegui ler em teus movimentos o que tu não conseguia ser direto pra dizer, sentir teu cheiro e lembrar de tudo o que já vivemos até aqui e pela tua respiração entender que aqueles minutos estavam sendo curtos demais.

Cada um em um canto diferente da cidade, esperando que nada se torne um caos, que tudo continue sendo como já está, com a mesma reciprocidade, por mais difícil que seja manter - se igual o tempo todo. Particularmente acho que só deixando rolar naturalmente pra que tudo continue assim, que ninguém desista e queira realmente um fim, um ponto final. 

O melhor de tudo é não precisar falar, apenas usufruir da companhia, poder contar com a parceria, sentir o toque da pele, permanecer com o perfume do outro em si e lembrar de cada momento, mesmo que recém tenham acontecido, há 10 minutos atrás por exemplo.


10/08/2017

Eu não sou igual a você | #Beda4

fonte


Eu não tenho essa vida perfeita propagada pelas redes sociais. Não estou o tempo todo feliz, até porque eu não acredito que alguém possa ser feliz o tempo todo, porque isso não existe. Meu pavio é curto, me estouro por qualquer coisa. Não gosto que fiquem gritando comigo, ainda mais sem motivos, até porque nada justifica gritos gratuitos. (Cadê o respeito?) 

Meu cabelo é crespo que nem você vê na foto e em todas as outras fotos do Instagram. Não fico querendo ser o que não sou, nem montar um personagem pra viver uma vida da qual não vivo e também não existe. Não quero fazer parte desses joguinhos de competição de quem tem mais, é mais, faz mais, não tenho vocação pra isso.

Os quilinhos que se acumularam aqui durante esses longos anos são baseados em momentos de muita alegria e também de muita tristeza, é isso mesmo o que você está pensando, desconto tudo na comida mesmo. Quem não faz isso? Se não desconta na comida, deve descontar em coisas e pessoas. 

E de todas as coisas que mais me orgulho até hoje, é de ser quem eu sou, da forma que sou, como me tornei, de tudo o que eu sei nesses 25 anos de vida é que o que mais importa é a minha felicidade. Não posso mais me anular por causa da felicidade alheia. Não posso querer abraçar o mundo, sendo que tenho braços tão curtos, brincadeiras à parte, é algo impossível de fazer, minha saúde agradece por não conseguir essa façanha. 

Tenho que continuar "intacta" e escrevendo meus textos sobre todas as coisas que me afligem, que eu gosto e tento compartilhar com você, com vocês. Por mais que tu não comente, sei que está aí, agradeço por isso. 

O mais legal da vida é a liberdade de ser e poder fazer o que quiser, quando e como quiser, sem deixar que ninguém interfira no seu modo de viver, porque cada um sabe a vida que leva, o que passa e o que carrega dentro do peito.


08/08/2017

Não queria te dizer adeus | #Beda3


fonte

Desde o dia que te conheci, o meu intuito nunca foi te dizer adeus. Não queria me despedir de ti nem na hora de dormir, queria continuar ali te admirando, por inteiro, por dentro e por fora, para guardar aquele momento na minha memória, pra ficar gravada em mim, a nossa história. 

Te olhava e pensava o quão lindo era teu sorriso toda vez que me via cruzar a porta, teus olhos se fechavam automaticamente ao sorrir, era por isso que eu fazia tantas palhaçadas pra te fazer rir. Não tinha dia que teu sorriso não me deixasse feliz. 

Minha mão deslizava pelos teus cabelos, sentia o cheiro, fechava os olhos cada vez que sentia teu cheiro pra guardar em mim e nunca mais esquecer, porque por mais maravilhosos que fossem nossos momentos, dentro de mim algo sempre me dizia que chegaria ao fim. Juro que eu não queria, mas você me fez querer.

Não estou te culpando, não estou me culpando, não posso fazer isso, não devo fazer isso, não tenho esse direito. Demorei muito tempo para adquirir essa maturidade.

A cada vez que eu acordava no meio da madrugada, olhava pro lado pra saber que tu ainda estava ali e pra ter mais certeza, colocava meu pé no teu pra poder te sentir e continuar a dormir. Queria sempre estar ali, te proteger, te cuidar, te mimar, te colocar dentro de um potinho pra que nada te acontecesse. Quem dera se eu pudesse realmente fazer isso de verdade. 

Diante de todas as memórias, de todos os fatos, ainda te guardo dentro do meu potinho. Não sei onde coloquei ele, mas ainda lembro de tudo o que vivemos, de todas as juras de amor, todos os planos que fizemos juntos antes de dormir,  as nossas rotinas aos sábados tomando café da manhã que era quase almoço. 

E por mais que o tempo passe, você já passou na minha vida, eu já passei na sua, mas o que eu sinto, acho que nunca vai passar.


06/08/2017

Não estou preparada ainda | #Beda2

fonte

E talvez você também não esteja ainda. Para mudar de lugar, sair da zona de conforto, da casa dos seus pais, do relacionamento que mantém apenas para não se sentir sozinha, para não ficar sozinha, sendo que amor de verdade não há mais. Não vim aqui apontar o dedo no rosto de ninguém, apenas para te cutucar, te fazer pensar e repensar no que vale ou não vale a pena pra ti nesse momento da tua vida. 

Tem dias que não dá nem vontade de sair de casa, dá vontade de ficar na cama, escondida no meio das cobertas, para que ninguém veja a cara de cansaço, de tristeza e principalmente do fracasso. Entre todas essas lamentações parei e pensei em uma coisa: " - Será que eu faço o suficiente para obter o sucesso? Pra chegar onde eu quero?", perguntas essas que talvez você deveria se fazer também.

Apesar de que cada um tem uma realidade, um momento certo para que cada coisa em sua vida aconteça, independente se uma outra pessoa com a mesma idade que a sua já tenha chegado bem mais longe de onde você almeja chegar. É aqui nesse ponto que eu quero te fazer um convite: Vamos parar de se comparar com outros? Porque isso não é bom, não te faz bem, não tá sendo legal. A tua ansiedade vai agradecer muito por isso. 

É o maior desperdício de tempo e de vida ficar observando e analisando a vida alheia sendo que você pode depositar todo esse tempo em algo em prol da sua felicidade, sucesso e sonhos. Já parou pra pensar nisso?

Ficamos tanto tempo na internet, deslizando o dedo em tantos feeds que nos deixam tão deprimidas (os) pensando que os outros conseguem tudo e não conseguimos nada, sem nos dar conta de que eles subiram degraus diferentes dos nossos, escadarias diferentes e o principal de tudo, não precisamos fazer parte dessa competição tão tóxica. O meu principal objetivo de vida é ser feliz, nem que para isso eu suba degraus a vida toda (acho que é isso o que vai acontecer) para alcançar tudo o que me traga satisfação e felicidade. 

Qual é o teu principal objetivo?


05/08/2017

Agora vai | #Beda1

fonte

Depois de 20 dias sem postar nada, sem aparecer em blog nenhum, sem colocar a cara no sol mona, apareci aqui pra vocês, pra matar a saudade e vocês lembrarem que eu existo, ainda bem né? 
No ano passado, em abril pra ser mais exata tentei participar do Beda, sem muito sucesso, por causa do famigerado bloqueio criativo, que todo mundo tem e sempre acontece quando nos dispomos a escrever pra projetos ou que tenha um tema já pré determinado, pelo menos acontece assim pra mim. 

E fora que tudo que é planejado comigo não funciona, desde a rotina diária até algo bem maior, não me perguntem o porquê exato disso, mas posso chutar algumas possíveis situações que me atrapalham como: não gostar de rotina, de obrigações, de cobranças, não conseguir prosseguir com projetos, e com toda certeza deve ter bem mais coisas além disso que atrapalham o meu desenvolvimento na blogosfera. Não posso dizer que não evolui até aqui e muito menos que não consigo prosseguir com todos os projetos, até porque o blog tem 9 anos já. Então consigo fazer alguma coisa pelo menos. 

Com 5 dias de "atraso", porque se eu não estiver atrasada não sou eu, vou participar do Beda sim. Nessa participação pretendo aprender a colocar em prática minhas ideias, ficar mais presente na blogosfera e principalmente em outros blogs que eu gosto, mesmo com interferências pessoais e problemáticas que com certeza todo mundo tem, eu não sou a última e nem a primeira. E também, a me adaptar ao ambiente em que vivo e escrever ao mesmo tempo, por mais que não exista o meu tão querido silêncio o tempo todo. 

Tudo é questão de força de vontade e atitude pra colocar tudo o que quero em prática. Quem me acompanha nessa?

Então, que comecem os jogos.


16/07/2017

30 blogs pessoais pra você conhecer | Blogosfera Parceira

Fundo Weheartit - editado por mim | Responda nos comentários a pergunta


Você que assim como eu está na blogosfera desde 2008 tem a plena consciência de que não existe apenas blog de moda e beleza, existem tantos outros nichos que também devem ser valorizados, alimentados e compartilhados com todo mundo, tanto quanto os de nichos mais famosos. 

Infelizmente ninguém se interessa tanto assim em sentimentos quanto no começo, porque pra quem não sabe o tema principal dos blogs mais antigos eram os sentimentos, todos eram blogs pessoais, assim que nem o meu continua sendo. 

Com a popularização de moda, beleza, look do dia, as visualizações dos blogs pessoais caíram, fazendo com que muitas blogueiras abandonassem a blogosfera ou a mudassem o tema do blog para continuarem tendo as mesmas visitas e adquirindo mais. 

Óbvio que não existem apenas de moda e beleza, tem os literários, que escrevem apenas e exclusivamente sobre resenhas de livros e lançamentos de editoras. Creio que existe público pra todo mundo, se não existisse o que seria do azul se todos gostassem do rosa? 

Da mesma forma que as pessoas gostam de ler resenhas de batom e ver a última tendência de sapatos para o inverno, também podem gostar de sentimentalismo, indicações de filmes e conhecer novas músicas. Em um blog pessoal você pode abordar sobre o que quiser, sem ficar se limitando o tempo todo. Somos livres para escrever sobre o que quisermos. 

Lendo os comentários dos meus últimos 3 ou 4 posts, percebi que a maioria não lia, não seguia, não acompanhava  e nem sabia da existência de blogs pessoais pela nossa adorada blogosfera. E é por isso que eu vim indicar uns blogs pessoais que eu adoro pra vocês conhecerem também.

Para conhecer cada blog basta clicar na imagem.


_
_
Você conhece algum desses blogs? Cada um deles escreve do seu jeitinho especial, que conquista pelo conteúdo, pelo layout, por tudo. Esse é um post para alimentar nossa categoria Blogosfera Parceira. Também temos a hashtag no Instagram: #BlogosferaParceira, use e abuse dela nos seus posts.