31/01/2012

Superioridade

Independente da opinião alheia, você é tão ser humano quanto os outros que te julgam diariamente. Ninguém tem o direito de te fazer de gato e sapato a hora que quiser. Pare de permitir isso. Não nascemos para viver desse jeito. Sendo maltratados por pessoas que se dizem superiores à nós, sendo que não são nem a metade do que somos. Então, levante-se, não deixe-se abater pelo dedo podre que apontam para você todos os dias. Esqueça o ódio, o mau humor, a raiva e o rancor, seja sempre superior, continue a tratar bem quem te trata mau, mas não muito, porque quem se abaixa de mais a bunda aparece.

Pela primeira vez na vida, eu ganhei um sorteio de blog. Em dezembro, tiveram vários sorteios no Blog Gurias Arretadas e a minha pessoa ganhou o do Pequeno Príncipe. Hoje eu fui lá nos correios, com todo esse calorão, buscar o livro, toda entusiasmada. Cheguei em casa, abri o envelope e o livro que tinha uma dedicatória linda que a Dayane Pereira escreveu pra mim. Enfim, adorei o livro e em breve começarei a ler. Obrigada!

27/01/2012

Desesperar da mente

Sorrir sem vontade, apenas para manter a aparência e a rigidez da pessoa forte que parece ser. Querer chorar e não poder, nem aqui e nem lá, mas cadê o por quê?! O simples fato de ter um aperto no peito e um nó enorme na garganta já é motivo suficiente para chorar na hora que dá vontade e depois deixa de ser como se nunca tivesse existido. E então, ao olhar para dentro vemos as várias razões que não enxergamos olhando de fora. Sem poder chorar, apenas sorrir, sorrisos amarelos, continuamos a andar e criar expectativas sempre, todos os dias. Não adianta tentar não criar, porque a carência prevalece e toma conta de tudo que é nosso, até o momento que ela consegue fazer com que a ilusão torne-se o seu par. 

São raros os  que não tentam te iludir, te enganar, te convencer que são os melhores até transar com você e todo aquele encantamento terminar da noite para o dia. E o pior é que antes do fim, nos iludimos pensando que irá se tornar um relacionamento, algo além de apenas sexo. A mais pura burrice, porque essa não é a primeira, segunda e nem terceira vez que acontece e mesmo assim você acredita num ser que tem a fama que tem ou então apenas diz ter, fazendo você acreditar em fatos inexistentes. 


O que é melhor: desistir de todos por causa de alguns ou continuar tentando e correndo o risco de se magoar mais vezes por criar expectativas sobre alguém que não é perfeito e só existe na imaginação? 
Ninguém sabe o que é certo ou errado, apenas sabemos que não podemos desistir nem generalizar, por mais difícil que seja continuar sem ter um par. 

Tudo isso como quase um surto emocional, se não, um surto emocional por completo, a cada dia, todos os dias da minha vida, das nossas vidas, como se o maior objetivo fosse esse. Porém, no fundo, junto com a vontade de ter está o medo, de mãos dadas.

Ser, ter, querer, não poder e viver.

21/01/2012

Sem importância

E no meio de tudo e de todos a única vontade é fechar os olhos, sumir, se esconder, mudar de cep e até de cpf. Não é que esteja tão ruim assim, talvez esteja, não sei, só sei que com o tempo estou perdendo o tino, quase surtando há qualquer momento, à cada mancada alheia. Nervos à flor da pele, tudo ao extremo, todos os sentimentos. 




Procurar alguém para amar, quem te ame, quem goste de você, quem lhe dê afeto, quem converse com você, quem te dê atenção. E a carência te abraça, te beija e jura que nunca mais vai te deixar e você acredita fielmente nisso, perde as esperanças de um dia haver separação entre vocês. Não precisa ser história de conto de fadas, de cinema, com trilha sonora, só espero sentir um frio na barriga e minhas mãos suadas de tanto nervosismo por não saber o que fazer, falar e sentir quando te ver. 

18/01/2012

Amor ou sexo?

Dormindo você deseja encontrar um príncipe encantado acompanhado de um cavalo branco que more num castelo, que te ame, te idolatre, que viva apenas por e para você. Sonha tanto que quase rola de um barranco quando acorda e encara a realidade da sua vida amorosa fracassada. 

Tem algumas coisas que você tem que levar em consideração, por exemplo: príncipes não existem na vida real, apenas em contos de fadas, nem tudo é como queremos e para um relacionamento acontecer não depende apenas de uma pessoa, ou seja, você. Encontrar homens solteiros, que nos agrade com grande parte de suas qualidades, está difícil, praticamente impossível. É mais fácil encontrar 3 para formar 1 só, aquele de sua total preferência. 



Os que aparecem são comprometidos, perfeitos, bem vestidos, no popular, os cafajestes. Aqueles que comparecem em casa e querem comparecer na rua também. Se você está solteira, o que te impede de usufruir desse mau necessário que nos ronda tanto mesmo estando com aliança de compromisso no dedo? A maioria dos solteiros são águas com açúcar, já os comprometidos são a vodka nossa de cada dia.

Não venha me dizer que isso é contra os seus princípios, porque com certeza você estará me engando e a si mesma também. É uma tentação, dá tesão, basta você aproveitar as oportunidades para não ficar sozinha, pelo menos no dia de hoje. É ficar, não é namorar, não envolve sentimentos, você não se ilude, não se mágoa, não cria expectativas, não sofre. É um dia, se for bom irão se repetir, mas pelo tesão, pelo 'amor pela pele' e não pelo coração. O proibido é mais gostoso, talvez haverá quem discorde, porém a maioria há de concordar. 

Enfim, a única e última coisa que eu tenho para dizer é aproveitem com quem, como, aonde e o que for. Temos apenas uma vida, nela e dela temos que aproveitar o máximo de tudo e todos, porque nunca sabemos quando vamos terminar, quando as coisas vão terminar. Não sabemos de nada. Viva e seja feliz.


16/01/2012

voa passarinho, voa ♪

Como um passarinho independente que constrói o seu ninho sozinho. 
Que no inverno voa para outra região, longe de onde não lhe faz bem.
Vive solitário, indo e vindo para onde quer ir, sem depender. 
Porém, paga um preço muito caro, o de ser só.

Cá entre nós, será que vale pagar tudo isso?

08/01/2012

Liberte-se

Vamos sair de casa, mudar para um lugar onde ninguém nos exija nada, onde façamos o que tivermos que fazer quando quisermos e não por obrigação. Não nascemos para ficar aprisionados em gaiolas que dizem que são nossas casas, ficar junto de pessoas que se dizem nossos pais, mas parecem nossos donos. Eles querem coordenar tudo, desde nossas ações até nossos sentimentos. Ganhamos a vida para viver e não para sobreviver todos os dias, como se tivesse um 38 no meio dos nossos olhos brincando de roleta russa. Enquanto o coração estiver batendo, temos que fazer cada batida valer a pena. Então, seja já tiver a chave da gaiola abra-a e corra, o mais rápido possível sem olhar para trás, mas se não tiver, faça de tudo o que puder para se livrar do que e de quem te aprisiona. No começo vai ser difícil, mas não impossível.