18/06/2017

Faça do seu jeito

Instagram


É isso mesmo! Faça total e completamente do seu jeito tudo o que você for fazer para alcançar seus objetivos e obter os resultados que tanto quer. A inspiração é livre, tanto no trabalho alheio quanto nas pessoas que você tanto admira, desde que não role o famigerado plágio, afinal o importante é ser original e fazer tudo com  coração, com puro amor.

Perdemos tanto tempo nos comparando com os outros e tirando como base a vida alheia, o trabalho alheio, é uma linha tênue que divide isso tudo. Por esses motivos tentamos a mesma receita, porém com ingredientes diferentes, ou seja, fazendo com que o resultado saia diferente, pois cada um tem recursos totalmente diferentes. É tudo diferente. Da mesma maneira que cada um tem um objetivo diferente.

Chega a ser bem contraditório tudo isso. Igual e diferente, diferente e igual. O mais importante de tudo isso é ser feliz fazendo o que mais gosta, mesmo que digam que você tá fazendo igual a alguém ou que vai dar errado. O que você acha e sente é o que vale, entendeu? Faça tudo o que quiser, como quiser, quantas vezes quiser e se quiser desistir tudo bem, desde que seja do seu jeito.

12/06/2017

2009 ou 2017?

Imagem: Weheartit


Hoje acordei sentindo saudade dos blogueiros e blogueiras que visitavam o meu blog bem no incio, lá em 2009/2010 quando comecei a escrever sobre as minhas dores já que não tinha com quem conversar sem que me dissessem que era drama de adolescente. Se fosse realmente drama, então eu continuo sendo adolescente, porque ainda tenho muita coisa pra escrever. 

Não que eu tenha todos os problemas do mundo ou que eles sejam os maiores e/ou piores, não estamos medindo e sim expondo tudo o que tem aqui dentro d meu peito e que preciso colocar pra fora. Sem pensar em números, visualizações e tudo mais que vocês já sabem. Não posso mentir que é bom ver números crescendo, mas ao mesmo tempo é maravilhoso abrir o blog e ver os comentários lindos que vocês deixam pra mim. É uma forma de carinho e reconhecimento, um impulso orgânico que preciso muito nesse momento. 

As coisas que estou sentindo nos últimos meses, não cabem mais aqui dentro, seus efeitos me incomodam e perturbam o tempo inteiro. Não consegui encontrar nada ainda que me faça ficar que nem eu era antes, preciso me reencontrar, achar quem eu realmente sou e saber o que eu realmente quero.
A pressão que existe ao meu redor não me ajuda em nada, só me atrapalha. Fico com mais dores de cabeça, vertigens, vontade de pegar uma mochila e sair por aí sem hora pra nada, muito menos data marcada pra voltar. É um peso que existe sobre os meus ombros que precisa ser diminuído de algum jeito, não consegui descobrir ainda. 

E além disso tudo, ocorre a pressão interna, a comparação com a vida alheia, falando nisso tenho que parar de me basear nas coisas dos outros, talvez assim a ansiedade diminua uns oitenta por centro. Preciso me sentir melhor, dormir de verdade sem esperar que os pensamentos parem de governar meu sono e sim eu os controle. Ultimamente estou uma pilha de nervos, não sei mais como controlar tudo isso e se tem controle, além dos remédios. 

Acho que revivendo os anos que escrevia por amor e por necessidade ao mesmo tempo, me faria uma pessoa melhor, sem vontade de ficar em casa o dia todo, tonturas, dores de cabeça, crises de ansiedade, vontade de me atirar na frente de carros e vertigens. 

Eu sei que em um blog o que vocês esperam são fotos com uma produção impecável, em posts que falam sobre moda, cabelo e maquiagem, mas no meu mundo não é isso que existe. O que mais predomina aqui são meus sentimentos.


10/06/2017

Seja o que Deus quiser

Imagem: Weheartit

Dias sem escrever, abrindo e fechando o editor, sempre pensando: "agora vai", mas nunca ia, nunca vinha, tava demorando, continua demorando, estou esperando, mas detesto esperar. Abro o YT e escuto várias músicas que me fazem pensar em muitas coisas, mas nenhuma delas pousa aqui nos meus dedos e se faz necessária pra alguém. 

Em volta o que mais tinha era barulho, voz e gritaria, precisava de silêncio, queria silêncio, não tive, não tenho. Coloco os fones e me isolo do mundo lá fora. Fica eu, a música e meus pensamentos que não param de aumentar, se misturar, se perderem uns dentro dos outros. 

A pressão é tão grande que dá vontade de editar o rascunho e publicar logo, ver se ele decola, se os números crescem, evoluem e virem a moeda corrente na minha conta corrente. De olhos bem abertos, sem conseguir dormir, pensando em fórmulas para resolver todas as tretas, mas não adianta querer abraçar o mundo com braços tão curtos.

Abro os olhos e chego à conclusão de que a vida passa tão de pressa, queremos fazer tudo ao mesmo tempo, viver um dia de cada vez vale mais a pena do que querer viver 1 semana a frente todos os dias. Cada coisa no seu tempo, no seu devido lugar e tudo vai fluir como deve ser.