30/12/2015

Retrospectiva 2015 | 18 metas possíveis



O ano de 2015 foi um ano de liberdade. Voltei pra casa depois de tanto tempo fora e principalmente pra dentro de mim mesma, pro meu lugar de origem que não deveria ter saído nunca. Conheci muitas pessoas legais no Shopping onde trabalhei durante um ano, era bom, legal e divertido, até a empresa falir e me demitir. Até abril estava presa e me libertei. 

De aniversário, fui no show da Karol Conka que teve aqui em Porto Alegre e fiquei mega feliz de ter conseguido tirar foto com ela, mesmo sem ter levado celular, porém fiz uma camiseta com a nova música dela na época que é a "Tombei" e ela muito Diva, tirou a nossa foto com o celular dela e postou a foto no Instagram. 



Fiquei o ano todo me cobrando que tinha que fazer algo da vida, tomar um rumo, na verdade a sociedade cobra muito isso da gente, nos deixamos levar e ficamos comparando a vida das pessoas ao nosso redor que tem a mesma idade ou menos e que já tem várias coisas ou fazem várias coisas. Só que com isso tudo aprendi que não somos iguais, nossas vidas são diferentes, as oportunidades são diferentes, tudo é diferente, os organismos são diferentes. Parei com o desespero, calei ele por alguns instantes. 

Estou mais calma com relação à isso, pois antes estava enlouquecida, sendo que nem sabia o que queria fazer, quais caminhos traçar e seguir, agora já sei o que fazer, só tenho que ir agindo e esperar o tempo ajudar, que nem massa de pão. Um dia de cada vez, um passo de cada vez e tudo vai dar certo.

Consegui separar os conhecidos dos amigos, finalmente. E ver que as pessoas que sempre diziam que iam sentir minha falta quando eu fosse embora realmente não sentem, porque não me procuram de maneira alguma, estou agindo da mesma maneira. Antes eu só corria atrás das pessoas e elas desviavam, agora já sei identificar quando querem e quando não querem. Tudo na vida é aprendizado. 

Os fatos não ficam organizados por meses e eu não me lembro de grande parte dos fatos, mas as coisas mais marcantes foram essas que aconteceram nesse ano que passou bem rapidinho, tive essa impressão/sensação talvez por trabalhar em shopping que é puxado. 

No ano passado e em todos os outros anos da minha vida nunca estipulei metas, sou muito preguiçosa pra seguir uma lista de coisas, porém nesse ano vou fazer uma mini listinha de coisas possíveis que posso fazer e que talvez também possa te inspirar, ser menos preguiçosa vai fazer parte certamente.

Espero que vocês tenham lido até o final, me puxei na escrita, mas não falei nem metade, se ficasse falando detalhadamente daria uns 5 textos maiores que esse. Vamos pras metas maravilindas que tu também vai realizar.

  1. Ter mais calma
  2. Ser mais organizada
  3. Amar - se mais 
  4. Valorizar - se
  5. Não subestimar - se
  6. Ver o lado bom de tudo
  7. Sair da zona de conforto
  8. Arrumar o roupeiro
  9. Escrever mais posts 
  10. Conhecer mais pessoas
  11. Dispensar o que não me faz bem
  12. Ler mais livros - no mínimo 2 no mês
  13. Aprender coisas novas
  14. Estudar
  15. Trabalhar no que eu gosto
  16. Dedicar - me mais ao blog
  17. Ser menos preguiçosa
  18. Ser feliz
Pra uma pessoa que nunca foi muito fã de metas, de inicio essa quantidade tá boa. Coisas possíveis e que não exigem muito esforço, não tem muita dificuldade, só dar a mão pra força de vontade e realizar. 

Desejo pra você um ano novo muito feliz, só com coisas e pessoas boas. Feliz Ano Novo! 

29/12/2015

Melhores Posts de 2015



Como vocês viram, postei bem pouco nesse ano, apenas 38 postagens. Em 2014 foi bem menos, apenas 20. Desanimei em 2014 e só escrevia quando precisava muito, em média era um post por mês, só para aliviar tudo o que estava sentindo. Até setembro estava escrevendo um texto por mês, em outubro fiquei mais animada, nesse mês voltei de vez e não pretendo parar. 

Listei os posts mais acessados desse ano de poucos posts:



E os meus favoritos: 

28/12/2015

Como usar as cores de todas as estações


No inverno a cor foi o marsala, em todas as vitrines só tinham produtos dessa cor, as pessoas só se vestiam e maquiavam com essa cor, as lojas mais populares vendiam essa cor. Ainda tem blogueiras indicando essa cor pro verão, como roupas de banho. Não é porque mudou a estação ou o ano que não podemos continuar usando, não é mesmo?





Todo ano é determinada uma cor, você já percebeu isso? E quem é que determina? 
Uma empresa chamada Pantone sediada nos Estados Unidos que é muito conhecida por seus sistemas de cores, super utilizado na indústria gráfica. Inicialmente ainda pequena, fabricava cartões de cores para empresas de cosméticos. Em 1963 foi criado o primeiro sistema de cores, e todos os anos são criadas novas edições que são um grande número de pequenos e finos cartões, impressos num dos lados com uma série de cores relacionadas e estão unidas em um livro. As cores são identificadas por números, há vários tons da mesma cor em um único cartão. Usamos esse sistema de cores sem saber como se chamava. Ou seja, eles determinam. 



E nesse verão não vai ser diferente, as cores já foram escolhidas, então use e abuse delas. Veja as 10 cores principais para esta primavera - verão.



Então agora já dá pra ter uma noção sobre as cores, de onde vem, porque essas são as cores. Ok, quem determina já sabemos, quem evidencia as tendências são as mídias, principalmente blogs e revistas quem falam sobre moda. A moda é linda, a história que envolve ela e como tudo se transformou com o tempo. Nas passarelas vemos aqueles cortes esquisitos aos olhos dos leigos, mas são apenas inspirações e conceitos para mostrar a inovação, a reprodução, renovação de conceitos já usados e que de 2 em 2 anos voltam. 

A sociedade determina tantas coisas que temos que fazer, comer, usar, vestir, influenciam no nosso comportamento, no nosso cotidiano, não somos obrigados a seguir regras, padrões e modismos, você é livre pra usar e fazer o que quiser. As blogueiras de moda pregam tendências, modificam todo o seu vestuário em função de uma tendência e nós meros mortais não precisamos seguir a risca tudo o que dizem. Temos que fazer coisas condizentes com a nossa realidade e vontade. Não precisa ser refém dos padrões pra ser feliz.

Isso tudo está meio contraditório né? Eu sei. Da mesma maneira que acho muito legal a moda, cores, cortes e tendências, saber do porquê daquela roupa, de todas essas cores, também acho que ninguém é obrigado a seguir o que ditam, temos que ter liberdade de fazer a escolha certa pra nós e não para fazer parte de um grupo que só usa tendência, por exemplo. 

26/12/2015

Oito meses do acordar pra vida



Leia escutando ANA - ESCOPO | SONZÊRA

Apostei todas as minhas fichas em você, mesmo quando perdia elas, apostava o que tinha e o que não tinha achando que dessa vez daria certo, você disse tantas vezes que daria certo, acreditei em ti, em tudo, todos os dias de todos aqueles anos. Sacrifiquei - me, era tudo tão abusivo, mas fui de cabeça, de corpo inteiro, me joguei, era com medo, não importava, apenas ia, fui tanto que perdi as fichas, parei de apostar e só tinha tombos e mais tombos no caminho todo.  

Sabe quando você idealiza e quer tantas coisas com aquela pessoa que fica cega a ponto de ter certeza de que tudo vai acontecer como planejado, mesmo que a vida te mostre, as pessoas te falem, os atos não aconteçam como tem que ser para que tudo aconteça? Foi assim, do inicio ao fim. Não era tão bom, não era tão ruim, demorou pra chegar ao fim, ele já estava presente demoramos pra perceber e aceitar isso. 

Era sete de abril de dois mil e catorze, o começo do fim. Como tudo sempre partiu de mim, dessa vez não foi diferente, te olhar nos olhos naquele dia não era o que eu mais queria, não nos olhamos, apenas te mandei uma mensagem, algo que tu já sabia que ia acontecer, não foi á toa o cinema da semana passada, como se aquilo fosse salvar os dez anos, os últimos anos, os sentimentos, o coração ferido.

Um relacionamento não é feito de apenas uma pessoa, da mesma maneira que tu errou, também errei. Não cedemos o suficiente para que sermos felizes um do lado do outro em todos os momentos. Eu não fui onde tu queria que eu fosse e tu não chegou perto de onde eu queria que tu chegasse. Foi comodismo, fora o tesão, o resto não tinha reciprocidade.

 Eu queria um homem de atitude, que quisesse crescer comigo, andasse junto de mãos dadas, me olhasse com amor e carinho, aceitasse minha família, meus amigos e tolerasse minhas manias, como eu fazia com você. Alguém que não me proibisse de fazer o que eu gosto, ver quem eu gosto e não me obrigasse a fazer o que eu não gosto só pra ser agradado. 

Você queria "Amélia, a mulher de verdade", alguém que limpasse, lavasse, cozinhasse, tivesse mil filhos, no final da noite te esperasse com tudo limpo, de banho tomado, comida na mesa e ainda transasse bonitinho do jeito que tu queria. E ainda por cima, fizesse apenas programas familiares, ou seja, era só visitar casa de parente e programas que envolvessem parentes. 

Não nasci pra viver essa vida. Não aceitava metade do pouco que tu tinha pra me oferecer, eu queria mais, quis sempre mais. Não queria viver de migalhas de terceiros. Era injusto eu acordar cedo e você continuar dormindo. Era injusto eu ir e deixar os meus aqui. O comodismo era proporcional ao tesão que sentíamos um pelo outro e que com o tempo foi deixando de existir também, porque se não existe reciprocidade não há motivos para continuar existindo. 

Todos irão me julgar dizendo que não superei, que ainda continuo batendo na mesma tecla, mas quem supera um relacionamento de dez anos com tanta facilidade? Enfim, enquanto existir resquícios aqui dentro continuarei escrevendo.

24/12/2015

A Loja Mundo de Nati

Pra quem não sabe eu montei uma loja virtual, digamos assim, há uns 2 anos mais ou menos. Na prática, o que eu fiz: criei uma página no Facebook, peguei R$ 400 e comprei roupas para revender, sem saber se venderia, se daria certo, mas era uma coisa que eu tinha muita vontade de fazer e ter: uma loja. 

Meu carro chefe foram os top croppeds de renda com alças de corrente, eram tamanho único que vestiam do 38 ao 42 e custavam R$ 45. Na página tem foto das clientes usando eles e outras roupas que vendia também.


Pesquisei muito para poder depositar o valor na conta de um desconhecido, vi se era confiável, fui atrás e consegui da forma que eu queria. Não era bem uma loja virtual apenas, pois eu quem entregava antes de ir trabalhar, durante o meu expediente as pessoas iam buscar e dependendo do dia e do local ia após o trabalho também. E pra quem era de outra cidade ou estado, enviava pelos correios. Conquistei muitas clientes dentro de Porto Alegre e em outros estados também. 

Além dos croppeds, o segundo produto mais vendido foram os batons líquidos com efeito matte da Dailus, foi uma febre, pois eles recém tinham lançado o efeito matte e todas queriam, principalmente as cores mais escuras e os tons de roxo, custavam R$ 25. 



























Sempre gostei muito de moda, maquiagem não sou muito fã, mas como minhas clientes me pediam os batons, vi uma forma de ter mais clientes assim, pois não precisa usar um tamanho determinado para usar. Infelizmente a maioria das roupas são tamanho único, ou vai até um GG, que equivale no máximo ao 44, a maioria das minhas clientes pediam roupas plus size ou com cortes diferentes que dessem pra usar no dia a dia, porém é difícil de encontrar, que nem nas lojas físicas de departamento por exemplo. Tem lojas aqui em Porto Alegre que são específicas para quem veste tamanho maior que o 48, mas os preços são exorbitantes, uma saia que custa R$ 200, uma blusa que custa R$300 e por aí vai. Se tu é gorda e quer vestir - se bem, com roupas mais atuais e que não tenham estampa de cortina da cozinha com cortes ultrapassados que fazem com que a pessoa pareça um saco de batatas, você tem que ter poder aquisitivo pra isso, parcelar tudo ou ir em lojas mais baratas que tem, mas são roupas feias, não são atuais e a maioria é de viscolycra, um tecido mole que marca todas as curvinhas e não valoriza o corpo. 

Logo que criei a loja e procurava incessantemente por roupas plus size, a de verdade, aquela que tem barriga, coxas grossas, braços grandes e não aquela que aparece na TV toda durinha e sem barriga, o conceito está errado. Voltando, pensei em fazer curso de corte e costura, pra criar peças mais atuais pra todos os tamanhos: do pp ao 6G, mas depois pensei melhor e desisti. 

Vendendo as roupas aprendi um pouquinho de cada coisa, o valor de cada peça, a importância dos tecidos, quanto tempo leva para uma peça ficar pronta, etc. Peguei vários tipos de roupa, não defini um tipo só ou no máximo três pra ser referência no que eu faço, provavelmente assim teria rendido bem mais, mas como tudo na vida é aprendizado, talvez no fim do ano volte a vender com mais organização e sabedoria pra viver disso que gosto tanto. 

19/12/2015

Irmão mais velho


Quando você escolhe ter dois filhos ou na hora que Deus te dá dois filhos sem você escoler ser naquele momento, você tem que saber lidar com todas as mudanças que terá na sua vida. Existia uma criança antes da segunda, ela não pediu pra nascer, nem a primeira e muito menos a segunda pra falar a verdade, ninguém pede. 

O primeiro quer carinho, atenção, beijos, abraços, palavras de amor; apoio e conselhos, fora os materiais: roupas, calçados, brinquedos e um lar quentinho pra dormir e ficar em segurança. O sentimental e psicológico é mil vezes mais importante que o material, muitas vezes tu pode ter tudo que o dinheiro pode comprar, mas se não tem carinho, amor e atenção, de nada vale. 

Não adianta suprir a ausência e a carência com presentes ou com violência por não ter paciência de ser uma mãe de verdade. Todos nós sabemos que ter um filho é padecer no paraíso, assim como diz o ditado. Criar e educar para tornar - se uma pessoa do bem, sem traumas, com princípios e valores que ele levará pra vida toda. 

Desde a barriga tem que receber carinho para sentir que é amado, atenção pra todos movimentos. Eles nascem e são como massinhas de modelar, ensinamos tudo, por isso somos exemplos, tudo que fizermos eles irão reproduzir com a leitura deles.

Esse é o nosso irmão mais velho, até que um dia chega o mais novo, do nada. Ter um irmão é maravilhoso, aprendemos o tempo todo, nos preocupamos, amamos incondicionalmente uma pessoinha que nem conhecemos ainda, dependendo da criação isso tudo acontece, pelo menos na maioria das famílias tem reciprocidade entre os irmãos. 

Com a chegada do nosso maninho, todos achamos que perdemos tudo, atenção, mãe, colo, abraço, mas na verdade ele precisa mais dela do que nós, ainda é uma massinha com zero por cento de aprendizado. Somos deixados de lado? Sim, somos. Temos ciúmes? Sim, temos. O que podemos fazer pra melhorar isso? Nada, infelizmente. 

Nossas mães sempre dizem que dão a mesma criação pra todos os filhos, mas isso não acontece, sabemos disso, ela acerta com os mais novos as coisas que errou com os mais velhos, são coisas inevitáveis. 

A única coisa que não pode acontecer mesmo é o irmão mais velho ser esquecido na ventania da vida e com o passar dos anos, continuar dando atenção, carinho, amor, mantém a estrutura psicológica dele intacta, fazendo com que ele não regrida de diversas maneiras. Você sabe do que estou falando!

17/12/2015

6 Vídeos que você tem que ver | 2

Pabllo Vittar, já escutou esse nome? Já viu dançar e cantar? Já escutou suas músicas? Essa pessoa lacra como ninguém, cantora e compositora, faz versões de Beyoncé, Rihanna e Ellie Goulding. Encontre ela nas redes: Facebook, Twitter, Instagram (@pabllovittar), Youtube, escute o EP no Soundcloud e acompanhe ela no snapchat (Pabllovittar).



Ana Maria de Cesaro, é vlogueira and blogueira, gaúcha, lançou um livro onde conta a sua história de vida e principalmente sobre o #ProjetoAnaGostosa que fez um ano no dia 15/12/15. Nos últimos vídeos ela tem falado bastante sobre feminismo e os mais marcantes são: "Não baixe a cabeça" e "O Rap dA Vida da Mina. O primeiro nos encoraja a enfrentar as coisas de frente, não aceitar as coisas sempre e para sempre, já o segundo retrata a vida da mulher desde que nasce, cheia de opressão e traumas.





Jessica Belcost começou sua carreira na internet com vídeos no Youtube e depois criou o Blog. Ela fala de moda, maquiagem, cabelo, comportamento, alimentação, DIY e dá conselhos sentimentais em vídeos também. No último vídeo postado ela dá dicas de como criar metas, objetivos, e o mais importante de tudo, uma esperança de que iremos conseguir conquistar tudo o que queremos gradativamente, com muita calma e organização.



No outro post também falei de um vídeo do Porta dos Fundos, as ideias que eles tem são ótimas e cutucam todo mundo de alguma maneira. Neste, eles alfinetaram as blogueiras and vlogueiras que mostram nas redes que tem uma vida perfeita, cheia de glamour, produtos, pele e corpo perfeito, sendo que em algumas brechas elas deixam escapar que nem tudo é tão perfeito assim. 



Talvez você não conheça a linda Lívia Cruz, é uma cantora de rap, natural de recife. Nesse single que vou apresentar pra vocês, ela fala sobre um relacionamento que no começo era maravilhoso e depois tornou - se em um relacionamento abusivo, uma ilusão que ocorre com a maioria das mulheres.

16/12/2015

Você precisa assistir: Viver de mim - Documentário


Viver de mim retrata a opinião de 5 mulheres paulistanas de diferentes idades, com filhos e sem, casadas ou não, usando as suas experiências para falar sobre como é ser mulher nessa sociedade tão machista e opressora, não só como ser mulher, também sobre sexo, orgasmo, relacionamentos e filhos. Ser mulher nessa sociedade é trabalhoso, temos que enfrentar um leão por dia todos os dias, pior ainda é ser negra ou trans e pobre, porque o preconceito e a opressão é bem maior. Ser mulher não é apenas os órgãos genitais que determinam isso, são as atitudes também. 



A equipe que criou e produziu o documentário também falou sobre os mesmos temas em um vídeo a parte.



De uma maneira ou outra ele nos aproxima mais uma das outras, pois os pensamentos muitas vezes são iguais, nos identificamos muito, pois sofremos represálias também em diversas ocasiões. O que temos que fazer é ir contra aos tabus, que na verdade não são mais tabus, porque todo mundo tem um orgasmo, quer se tornar mulher tanto no físico quanto nos atos, não quer ter filhos ou quer ter muitos, temos que nos impõr mais e não deixar que nos façam baixar a cabeça e aceitar o que determinam pra nós. Nós temos força, poder e somos donas de nossos corpos. 

14/12/2015

Parem de falar sobre amor



Tu abre o facebook e a primeira coisa que vê é declaração de casal meloso e outros mudando de solteiro pra relacionamento sério com fulano de tal. Entra em um blog e o primeiro texto é sobre amor, sobre a saudade que beltrano deixou na sua vida. Vai escutar uma música e ela fala sobre amor também, o que vai, o que vem, o que foge, o que não é seu, o platônico, uma choradeira.

Ninguém fala como é bom ser solteiro, como é bom conquistar os objetivos, ter sonhos, a natureza, a cor do céu, os pássaros que voam do norte pro sul e do sul pro norte. Os aplicativos que tem usado ultimamente. 

Sempre os mesmos temas lindos e maravilhosos, sim, são os que mais fazem sucesso, mas tem uma hora que temos que mudar um pouquinho, dar uma respirada e citar outras coisas, sei que também falo de amor, de saudade, de choradeira, muita por sinal. 

E mesmo que eu esteja reclamando sobre postagens sobre: amor e saudade, estou falando sobre isso, estão escritos por todo o texto, talvez esteja escrevendo isso, porque no momento só existe o platônico na minha vida, o recíproco faz tempo que não aparece e acho que também nem vai. 

08/12/2015

Não pare de montar o quebra - cabeça


leia escutando Te encontrar

Não podemos largar o nosso coração nas mãos de qualquer um que diz nos amar, o amor é mais do que meia dúzia de palavras e várias noites de sexo. Vai além do status no facebook, várias fotos com legendas e textos enormes, passeios em lugares lindos pra ganhar mais curtidas e comentários nas redes. O significado do amor mudou faz tempo e ninguém  sabe o que realmente é, não é apenas uma palavra de 4 letras, é o sentir, o fazer, o gostar, o cuidar, proteger, querer ficar perto o tempo todo, respeitar também o espaço do outro, estar disposto a aceitar as diferenças, qualidades e defeitos, não interrogar quando as coisas não são apenas do seu jeito, não é aceitar tudo, não é dizer sim pra tudo, é entender que o querer do outro termina quando o seu começa.

Como peças de um quebra cabeça, que vão se encaixando aos poucos, sim estou falando dos grandes de 100 peças pra mais, coloque as peças no chão, vire - as pra cima, analise tudo e vá com calma, montando devagarinho, o mundo não vai se acabar, elas irão se encaixar, não tem nada de complicado nisso, basta ter paciência para que dê tudo certo. Não pode ter medo de tentar encaixar uma peça na outra mesmo que não tenha nada a ver uma com a outra, se não arriscar nunca vai saber. Isso não é complicado, quem complica é você. Não desiste antes da hora, mas se você tentar de todas as maneiras, forcejar as peças para que se encaixem logo e de nada assim adiantar, meu amor, só tenho a te dizer que foi bom enquanto durou, tentou, não foi dessa vez que fluiu. 

Estamos falando de reciprocidade, de ceder, de olhar para o mesmo horizonte, do mesmo nível de esforço para fazer com que tudo dê certo à dois, de andar de mãos dadas no mesmo ritmo, ceder, sorrir e receber sorrisos de volta, fechar os olhos e esperar os lábios encostar nos seus e ficar nas nuvens após, sentir arrepios, frios na barriga e só de pensar ficar sonhando acordada. Felicidade, carinho, respeito, todos esses sentimentos bons que cabem no peito e fazem um bem enorme. 

Então meu amor, conte com a sorte, se dê mais uma chance, compre quantas caixas de quebra - cabeça possíveis, não fica com medo de montar e desmontar, se tiver dando errado começa de novo, mas não desiste de si mesmo, continua na mesma linha de raciocínio, aquela de ser feliz, sorrir e ter uma vida leve.

06/12/2015

6 Vídeos que você tem que ver | 1

Pra quem ainda não conhece, creio que a maioria conheça, essa é a Maraísa Fidelis, ela tem um canal no Youtube e um Blog, ou seja, vlogueira feat blogueira, ela fala sobre: beleza, maquiagem, cabelo, pele, unha e moda. No dia 03/dez ela publicou um vídeo muito bacana, falando sobre autoestima. Todas as vlogueiras que falam de moda e beleza trabalham com a autoestima, pois influenciam e muito as pessoas que assiste seus vídeos e acompanham seu trabalho. Dependendo de como abordam certos assuntos fazem com que a pessoa se sinta linda demais ou pense que a vida é uma porcaria, porém não podemos nos basear nas vidas que elas nos apresentam nos vídeos e nos posts, porque cada um tem a vida baseada nas consequências de suas escolhas.


Acho que todos conhecem o canal Porta dos Fundos, em seus vídeos com humor inteligente eles retratam direta e indiretamente situações reais do cotidiano de qualquer pessoa. Nesse vídeo o tema é como os homens abordam as mulheres nas festas. Todo mundo já passou por isso, a indecisão de ir ou não e a análise do ser que chega do nada e fala um monte de besteiras.


Marina Peralta é a nova revelação do reggae e apresenta pra nós uma das suas músicas que fazem parte do seu CD de estreia, "Luz". A resistência indo para outros gêneros musicais, não só no rap/hip-hop.


Karol (linda) Conka, a tua, a minha, a nossa Diva do rap, natural de Curitiba, tem um CD chamado Batuk Freak e no começo de 2016 ela lança o novo CD sem nome definido ainda, por enquanto ela continua fazendo shows pelo Brasil e pelo Mundo. Ela fez parceria com a Banda Uó no single Dá1Like e no dia 24/nov foi lançado o clipe.


Em sua terceira parceria musical com o DJ Boss In Drama, ela gravou Lista Vip, uma música dançante, animada e divertida, da mesma maneira no qual foi criado o clipe, com tema anos 90. 


Com produção de Tropkillaz e lançado pela Skol Music, o novo single "É o poder", não é tão dançante quanto "Tombei", é uma mistura de reggae com outras batidas bem diferentes de todas as outras músicas já lançadas, mas não deixa de passar o recado. Ela foi escrita com base em todos os últimos acontecimentos da sociedade e da internet.


05/12/2015

Inspire - se: Undercut


No ano retrasado e passado a maioria das pessoas começaram a cortar/raspar a lateral da cabeça, alguns até os dois lados, isso se chama sidecut, a maioria chamava de undercut, há uma diferença entre eles. Undercut é o corte feito na nuca, mais bonito, e menos usado, ultimamente várias pessoas tem compartilhado alguns cortes no facebook e achei legal mostrar pra vocês. Na verdade, ele é usado há anos, algumas pessoas fazem pra diminuir o volume do cabelo, pelo menos é o que dizem, só é menos cabelo que fica, porque o volume continua sendo o mesmo, enfim, vamos aos cortes undercut, lindos demais. Há possibilidade de fazer desenhos, formatos diferentes.



E o mais legal de tudo é que não são só pessoas de cabelo liso que fazem isso, as que tem cabelo crespo também, pois a maioria dos cortes são indiretamente indicados ou feito em um só tipo de cabelo. As pessoas gostam muito de seguir padrões e achar lindo só o que a maioria faz, porém a "minoria" que não é minoria também faz e arrasa. 

E então, o que você achou? Tem coragem de fazer?
imagens: pinterest

03/12/2015

O que restou: saudade


Sabe aquela saudade que bate das pessoas que viveram fases diferentes das nossas vidas e que foram maravilhosas? Cada uma dessas pessoas complementaram e fizeram a diferença, de tal maneira que ficaram na nossa lembrança e no nosso coração, mas tem um pequeno grande detalhe nisso tudo, quer saber qual é? Então vamos lá.

Na época que vocês fizeram parte um da vida do outro, tinha mais convivência, mais coisas em comum, eram felizes juntos (estou falando de amizade, sem relacionamentos, isso é outra coisa), só que agora você não faz mais parte daquele círculo de amizades, o que tinham em comum acabou com o tempo, no máximo um mês após o afastamento vão conseguir reviver e continuar sendo o que eram.

Não adianta ficar se iludindo com aquelas frases: "to com saudade, vamos marcar um dia", porque os horários não são iguais, a vontade de se ver não é a mesma, as coisas em comum que tinham tornaram - se em boas lembranças e saudade daquela época divertida e feliz, apenas isso e nada mais. 

No começo é doloroso, incomoda a falta de reciprocidade, porém temos que nos acostumar e aceitar pra doer menos, os momentos bons não duram para sempre, as pessoas não ficam do nosso lado pra sempre. Algumas ficam e se tornam nossos melhores amigos, se importam com a gente e querem nosso bem sempre.