14/04/2018

Parei pra pensar

Pinterest 

Parei pra pensar no quanto fui e voltei, voltei e fui, sem parar, sem dias certos, sem hora certa pra voltar realmente. Não queria ter que voltar pra onde parti inicialmente, queria ficar ali plantada que nem uma semente, criar raiz finalmente e começar algo igual, mas totalmente diferente.

[dá o play e escuta lendo]

Porém, nem tudo depende apenas da gente, é uma via de mão dupla, tem que ter reciprocidade e temos que levar em conta que a teoria é diferente da prática e a prática diferente da teoria. Não que tudo acontecesse na mais pura magia e o encantamento fosse durar, mas poderia ficar ali e apenas ir modificando - se como acontece na maioria das vezes.


02/04/2018

Pare de se anular

Foto de Sherice Major 


Hoje eu vim te falar o que falta aqui dentro do peito, o me diz respeito, sobre as coisas que eu fico sem jeito e que não cabem mais aqui dentro. Talvez esteja tudo junto no mesmo balaio e seja interpretado como defeito, não sei dizer direito, porque é muita coisa que acontece ao mesmo tempo. 

Chego a ficar perdida, sem saber pra qual lado ir, se devo ficar ou partir, pra onde seguir. Continuo perdida e não sei ainda até quando vou ficar desse jeito. Não sei!

A tática da vez e que está funcionando é viver um dia de cada vez, com calma, sem pressa e fazer sempre o que é melhor pra mim, pra parar de me anular e viver a minha própria vida. No começo é um pouco difícil, mas no decorrer do trânsito as coisas vão se ajeitando, tudo vai indo pro seu lugar e a anulação deixa de existir. 

Não acredito que anular - se seja algo que a pessoa nasça e coloque - se sozinha e sim que ela seja colocada naquela situação pela própria família, infelizmente. Conseguir sair desse quadro, dessa prisão e ir de encontro a liberdade é um processo lento e muito demorado, porque existe a parte de enxergar - se como pessoa que tem que viver a própria vida, ver que tem uma vida a ser vivida, saber que tem que ser feliz da maneira que bem entender e ir em busca de tudo isso. 

Quando essas coisas acontecem e tudo fica mais fácil de entender, é um pouco doloroso. As pessoas que te colocaram ali, como prisioneira de uma vida que você não quer viver, vão tentar te manter naquilo ali, amarrada com chantagens emocionais, e toda vez que você tentar sair e perceberem, irão te puxar de volta fazendo com que você se sinta uma pessoa ruim se tomar uma decisão diferente das que querem que você tome.

(a palavra você é escrita muitas vezes na mesma frase, no mesmo parágrafo pra ajudar na conscientização e para ficar bem claro sobre quem estamos falando: você;eu.)

Isso tudo me consome, faz com que a ansiedade grite, a insônia ultrapasse os limites, as dores surgem do nada, tomam conta de todo o meu corpo, me entupo de remédios como se não houvesse amanhã, na convicção de que vá passar logo, só que nada passa. Esse monte de remédios não me fazem bem, sabemos disso. 

A real vontade é de largar tudo, ir pra praia, ficar um tempo por lá, e ir mudando de cidade de tempos em tempos, ir conhecendo as cidades, criando conteúdos pra alimentar esse blog maravilindo que eu amo tanto e que futuramente vai me sustentar. Acredito no meu potencial e que sendo um pouco mais egoísta vou conseguir ser feliz por mais dias, em mais momentos, mesmo que longe por um tempo.

Um dia eu encho a minha mochila, deixo um bilhete e vou viver a minha vida. 
Até outro dia.