16/07/2017

30 blogs pessoais pra você conhecer | Blogosfera Parceira

Fundo Weheartit - editado por mim | Responda nos comentários a pergunta


Você que assim como eu está na blogosfera desde 2008 tem a plena consciência de que não existe apenas blog de moda e beleza, existem tantos outros nichos que também devem ser valorizados, alimentados e compartilhados com todo mundo, tanto quanto os de nichos mais famosos. 

Infelizmente ninguém se interessa tanto assim em sentimentos quanto no começo, porque pra quem não sabe o tema principal dos blogs mais antigos eram os sentimentos, todos eram blogs pessoais, assim que nem o meu continua sendo. 

Com a popularização de moda, beleza, look do dia, as visualizações dos blogs pessoais caíram, fazendo com que muitas blogueiras abandonassem a blogosfera ou a mudassem o tema do blog para continuarem tendo as mesmas visitas e adquirindo mais. 

Óbvio que não existem apenas de moda e beleza, tem os literários, que escrevem apenas e exclusivamente sobre resenhas de livros e lançamentos de editoras. Creio que existe público pra todo mundo, se não existisse o que seria do azul se todos gostassem do rosa? 

Da mesma forma que as pessoas gostam de ler resenhas de batom e ver a última tendência de sapatos para o inverno, também podem gostar de sentimentalismo, indicações de filmes e conhecer novas músicas. Em um blog pessoal você pode abordar sobre o que quiser, sem ficar se limitando o tempo todo. Somos livres para escrever sobre o que quisermos. 

Lendo os comentários dos meus últimos 3 ou 4 posts, percebi que a maioria não lia, não seguia, não acompanhava  e nem sabia da existência de blogs pessoais pela nossa adorada blogosfera. E é por isso que eu vim indicar uns blogs pessoais que eu adoro pra vocês conhecerem também.

Para conhecer cada blog basta clicar na imagem.


_
_
Você conhece algum desses blogs? Cada um deles escreve do seu jeitinho especial, que conquista pelo conteúdo, pelo layout, por tudo. Esse é um post para alimentar nossa categoria Blogosfera Parceira. Também temos a hashtag no Instagram: #BlogosferaParceira, use e abuse dela nos seus posts.

12/07/2017

Faça o que você gosta

Imagem: Weheartit


Não entre na modinha de escrever sobre o que todo mundo escreve ou de se acomodar em um emprego meia boca que te paga um salário meia boca que não dá nem pra comprar suas brusinhas por medo de não encontrar um melhor. A maioria das empresas fazem seus funcionários pensarem desse jeito e eles agem assim, ficando "eternamente" em um local onde não são felizes e estão completamente insatisfeitos.

A fórmula da satisfação profissional é você trabalhar com o que você se identifica, independentemente das tuas obrigações e da opinião alheia. Você deve estar se perguntando agora: - " Mas e as minhas contas? Como vai ser?". Tudo é uma questão de adaptação. Antes quando você não trabalhava no seu emprego atual ganhava - provavelmente - R$ 0,00 e teve que se adaptar com o seu salário atual, então vai conseguir fazer o mesmo com o novo salário, ainda mais se for fruto do que gosta. 

Pode ser a função/profissão mais esquisita ou você pode ter uma ideia e lançar seu próprio projeto, algo que ninguém nunca fez ou todo mundo faz, desde que lhe proporcione satisfação pessoal e profissional, seu novo estilo de vida vai se estruturar automaticamente.

E na escrita é a mesma coisa. Do que adianta escrever sobre o que todo mundo escreve se isso não vem do teu coração? Não vale a pena ficar seguindo modinha, falar sobre o que todo mundo está falando sem sentimento algum. Conseguimos perceber em cada linha quando é algo superficial ou que a pessoa nem sabe sobre o que está escrevendo ali. 

Em todo e qualquer trabalho, deve ter a essência da pessoa, a vontade de estar ali e permanecer, quando isso não existir mais está na hora de ir pra onde faça acontecer ou se nunca existiu, é o momento de repensar sobre o que está acontecendo no momento, fechar ciclos para abrir novos e conquistar novos horizontes.

E se tiver medo no meio de tudo isso, não se esqueça que tudo é questão de adaptação. Sempre haverá espaços novos para serem conquistados e descobertos. E o público que sempre esteve ali vai continuar te acompanhando por gostar de você e do seu jeito de escrita ou vai ser criado no decorrer de cada postagem um outro que gostará do seu novo tema, novo nicho. Se você não tentar, nunca vai saber!

03/07/2017

Tag: Liebster Award | 2




Há um tempo atrás, ano passado exatamente fui indicada para a mesma Tag, com algumas perguntas diferentes das que recebi dessa vez. A maravilinda da Bruna Morgan me indicou para responder essa tag. As regras são:

Escrever 11 fatos sobre você;
Responder às perguntas de quem te indicou;
Indicar para outros blogs;
Fazer 11 perguntas aos blogs indicados;
Colocar o selo do Liebster Award;
Linkar quem te indicou: Bruna Morgan

11 fatos sobre mim:

1 Já namorei um menino e uma menina
2 Nunca quis ter filhos
3 Sonho em viajar pelo mundo e registrar tudo aqui
4 Sofro de crises de ansiedade
5 Quando estou com dor de cabeça escuto música e passa
6 Tenho medo da morte
7 Faço piadas o tempo todo
8 Meu signo é áries
9 Na maioria do tempo me sinto perdida
10 Nunca termino o que começo
11 Não tenho muita paciência na maioria do tempo

Perguntas feitas pela Bruna :)

1 Qual foi a última coisa que comeu hoje? Bolo

2 Uma fobia? O barulho da respiração e mastigação alheia.

3 Um país que você gostaria de visitar que tenha a inicial do seu nome? Nigéria

4 Já teve crush por algum personagem fictício? Qual? Sim, Henrique do livro De volta aos sonhos.

5 Seu quarto está pegando fogo, o que você salvaria antes de sair? Meus documentos

6 As pessoas que te conhecem pessoalmente sabem que você tem um blog? Algumas.

7 Você tem alguma mania secreta? Se eu contar deixar de ser secreta.

8 Você pensa em escrever um livro? Sim.

9 Qual a viagem dos seus sonhos? Portugal.

10 Você já desistiu/pensou em desistir do blog? Sim, já pensei muitas vezes.

11 O que você gostaria de fazer antes de chegar aos cinquenta anos? Viajar por todo o BR e em algumas cidades do mundo, ser reconhecida profissionalmente, ter estabilidade emocional e financeira.

11 perguntas para os blogs indicados:

1 Qual o motivo te fez criar o blog?
2 Você pensa em se sustentar apenas com o blog?
3 Qual a rotina ideal pra você? 
4 Qual o seu maior desejo do momento?
5 O que você não tolera?
6 Se você pudesse se teletransportar para algum lugar agora, qual lugar seria?
7 Quem te inspira?
8 Um sonho?
9 Você não vive sem? 
10 Uma música?
11 Um conselho?

Não vou citar blogs pra não deixar ninguém de fora. Então se você leu, convido você a responder a participar dessa Tag. Quem fizer me envia o link. 

02/07/2017

Ignore essas pessoas

Imagem: Weheartit

Por mais que você seja forte, nunca vai ser o suficiente, porque sempre vai ter alguém pra te colocar pra baixo, dizer que você não é capaz, que não vai conseguir, que o mundo que você almeja não é pra ti, que pra você sempre vai ser mais difícil do que para os outros. 

Então você olha ao redor e se pergunta o que fez para ouvir tudo aquilo, porque as pessoas tem esse prazer de te colocar pra baixo, é assim mesmo que tem que ser? O desespero bate, internamente por enquanto, e as perguntas não param de te perturbar, dá vontade de ficar o dia todo deitada na cama. 

Pode até ser um drama ou não, porque cada um tem um psicológico diferente, uns aguentam mais que os outros, há quem não dê importância, só que quando vem de alguém que consideramos fere mais rápido e de verdade. Tem também quem diga que tudo isso é uma enorme bobagem, porém conseguir confiar em si mesma, fazer tudo o que gosta e sente vontade, acreditar que é capaz de realizar seus sonhos e alcançar os seus objetivos fica um pouco mais dificultoso depois de tantos baldes de água fria. 

Depois de algumas crises de ansiedade, tapas na cara dadas pela realidade, perceber que não vale a pena dar atenção para as opiniões alheias que você nem pediu, muitas lágrimas derramadas e apoio de pessoas desconhecidas junto de linhas e mais linhas escritas, vamos conseguir enxergar de que a única coisa que importa nisso tudo é a satisfação pessoal, a liberdade e o poder de fazer e ser o que quiser, bem entender, quando e como quiser. 

Não permita que nada disso aconteça, você é capaz de realizar e ser tudo o que quer. Ninguém sabe mais de você do que você mesmo. Então respira fundo, ignora, despreza e vida que segue. 

01/07/2017

10 dias offline

com amor, pra você 


Nesses dez dias que fiquei offline tive um milhão de ideias - forma de falar apenas, tive umas 50 ideias na verdade, adoro dramatizar as coisas-, continuando, quis fazer muitas coisas em relação ao meu mundo, até que hoje voltei pra ficar, firme e forte. A primeira coisa que fiz foi vir aqui, sabia que tinha coisas boas aqui pra eu ler, os meus adorados comentários (leia os comentários do último post), fico tão feliz com cada pessoa que lê e comenta de coração, isso sim é reciprocidade (adoro reciprocidade), gratidão resume tudo o que sinto, de coração.

Criar sobre sentimentos reais o tempo todo, para uma autoajuda, uma terapia interna que só eu posso fazer para entender o que está ao meu redor, publicar e ajudar outras pessoas direta e indiretamente é a minha maior satisfação. Saber que nada está sendo escrito em vão, que alguém vem aqui e lê cada post, mesmo que não comente, fico feliz e contente, porque sei que a minha mensagem chegou a alguém. 

Estou indo contra os maiores nichos, quero continuar no meu: o pessoal. Sempre quando me perguntam sobre o que é meu blog digo que é pessoal e falo sobre comportamento, as pessoas não dão muita bola, não tem muito reconhecimento, nós sabemos. Porém, entretanto, toda vida, assim mesmo bem redundante, vamos pensar um pouquinho: do que adianta fazer o que não gosta? escrever sobre o que não quer?

Penso que quando fazemos o que gostamos e acreditamos no que estamos produzindo, é o mais importante, o pontapé inicial para que tudo dê certo, mesmo que não tenhamos pretensão alguma quando criamos um blog pessoal. A cada novo leitor conquistado por escrever com o coração é mais um motivo para continuar e é por isso que não desisti até hoje, apesar de ter parado por várias vezes. 

Quero dedicar esse post para todas as pessoas que me acompanham, sejam elas que chegaram em 2008 ou ontem. Cada um de vocês é um motivo para continuar a expor minhas opiniões e manter o blog pessoal. 

Obrigada!