O fracasso me subiu a cabeça

[leia escutando a música] - fonte





Com uma pilha de livros por ler empilhados e empoeirados numa estante qualquer no meio daquele quarto bagunçado, um caderno cheio de ideias e ideais que se confundem com metas que nem lembro mais, é com isso que me deparo todos os dias ao entrar no quarto. 

Me sinto a cada dia mais perdida sem saber pra onde olhar, por onde começar, como começar, se devo começar e com o que, é tudo uma incógnita, mas que na verdade eu sei que já tem respostas. Elas estão na minha frente, nas minhas mãos, na minha cabeça, tenho que ouvir meu coração e parar de ouvir a opinião alheia, além de também parar de me comparar aos outros. 

Será essa a crise dos 25 anos? Não sei! Só sei que do jeito que está, continua a cada dia que passa mais perturbador, e me dá mais vontade de largar tudo e ir viajar, acordar, abrir a janela e ver o mar, encontrar a paz que preciso, o descanso que meu corpo e minha mente e gritam clamando. 

Nunca imaginei que minha saúde mental ia ficar desse jeito, me fazendo querer sair correndo pra ter um novo estilo de vida, cansada, exausta com tudo o que acontece, querendo socar a cara de todos ao meu redor. 

Há anos atrás quando a minha frequência de postagem era bem maior e as visitas também, fazia tudo isso aqui com o maior prazer do mundo. Sem precisar anotar ideias, sem criar imagens mirabolantes pra aparecer não sei onde, pra não sei quem me achar. Apenas abria o blogger e escrevia tudo o que estava sentindo, que nem estou fazendo agora. 

O meu maior sonho é viver da internet, é ganhar dinheiro fazendo o que eu mais gosto que é escrever. Onde eu não tenho chefe/patrão, ninguém manda em mim, não tenho que obedecer regras além das minhas. A minha maior satisfação é quando as pessoas comentam dizendo que gostam e se identificam com o que eu escrevo. Fico super feliz quando sei disso, a impressão que eu tenho é que com o post em questão a minha missão foi cumprida. 

Não posso querer fazer o que não sinto vontade pra fazer parte da massa, fazer parte de um mundo que sinto que talvez nem seja pra mim. Hoje, agora, nesse exato momento, só sinto vontade de sentar na areia, olhar pro nada e esvaziar a minha mente. Ficar sem preocupações, sem obrigações. Um ano sabático, quem sabe?!


11 Comentários

  1. Amei muito esse texto 💙 Ele é super top! Parabéns pelo blog e muitos sucessos! 💙

    ResponderExcluir
  2. Lindo, adorei o texto <3 <3 Parabéns pela escrita!

    ResponderExcluir
  3. O texto está muito bom. Consegui sentir as palavras. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Amei seu texto! A vida às vezes parece mesmo estar estagnada, cansativa... Mas continue correndo atrás dos seus sonhos, não desista! Você escreve super bem e com certeza um dia vai ser reconhecida por isso. Enquanto esse dia não chega apenas cuide de você mesma, permita-se se mimar!
    Beijos!
    https://marimonteirublue.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nati! Não desista do seu blog, vc tem talento pra escrita, continue firme nos seus objetivos. Às vezes viajar faz bem,dá um descanso mental e renovação. Se puder, tire uns dias pra conhecer um novo lugar, será prazeroso!

    ResponderExcluir
  6. Menina não desista do seu blog. De vez em quando todo mundo se sente assim, esfrie a cabeça e poste quando tiver vontade! beijos
    Encantos da Sil

    ResponderExcluir
  7. Que texto bacana, eu adoro as musicas da Pitty. Sao inspiradoras né.

    ResponderExcluir
  8. Que texto legal, me faz refletir muito curti o post

    ResponderExcluir
  9. oi!
    Eu adorei seu texto :D ficou otimo, e essa musica é maravilhosa. Adoro!
    bjo

    ResponderExcluir
  10. Eu amo essa música a anos! uma das minha favoritas da Pitty, e sempre digo que nem todo mundo sabe interpretar o que ela quis dizer com essa letra. Eu amei esse texto, nunca me identifiquei tanto, acho que também estou na crise dos 25 sem ter 25 hahaha amei!

    ResponderExcluir
  11. Que texto bacana, amei! e eu sou fã da Pitty!

    ResponderExcluir