Diga - me a verdade

abril 07, 2012

Os olhos, novamente e sempre, cansados se despedem de mais um dia cansativo de labuta. todos os membros moídos, como se tivesse passado um rolo compressor. O coração todo remendado, pois um dia foi despedaçado e continua a ser. 

Com sentimentos indecifráveis escrevo esses versos que com certeza não serão lidos. Independentemente disso, o meu ser continua a sentir necessidade de desabar o que lhe perturba.

E no ir e vir da vida, nos encontramos e desencontramos com seres que vemos, mas não enxergamos e enxergamos, mas não vemos. Tudo poderia ser mais simples, se não fossem tão difíceis.

You Might Also Like

3 Comentários

  1. Ai como eu queria que as coisas complicadas fossem fáceis. Mas ai acabaria a graça!

    ResponderExcluir
  2. nat me fazendo chorar... sua linda que texto LHEEEEENDO, disse tudo que estava aqui dentro!

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!