Dos últimos dias

01:15


Digo - lhes com um sorriso enorme no rosto que estou muito feliz desde duas semanas atrás por ter largado o esquilo no meio da floresta e mais ainda a partir de hoje por ter a chance de aprender mais, quase que integralmente. Vai ser cansativo, mas não tão estressante quanto antes. Tudo está mudando, como deve ser, quem se foi, foi, quem ficou, ficou. Cá entre nós, ninguém nunca fica, todos se vão e eu choro, como sempre.






Hoje eu a vi, sem agasalhos o suficiente, num frio horrível. Quando cheguei talvez não tenha me visto, mas quando subiu no ônibus com certeza me viu, e fez cara de nojo, não sei se era de costume ou se era pra mim. Enfim, anos se passaram, os que ficamos juntas foram bons, escrevi vários textos pra ti e uns tu leu, talvez tenha parado, só sei que não consigo esquecer tudo o que vivemos e todas as promessas, foi tudo muito marcante pra mim, porque a minha carência é maior do que eu. 

Sete anos de sentimentos misturados indecifráveis, até o presente momento. Porém, o meu sentimento não é tão grande para esperar a pessoa progredir na vida, porque enquanto eu estou correndo, ele anda que nem uma tartaruga ou até mesmo está parado. O tempo tá passando, o progresso vem vindo. Quero alguém com a mesma situação financeira e intelectual que eu. Não quero ter que bancar e nem explicar cada 9 palavras entre 10 que eu falar pra ninguém. Quero alguém que ande comigo sempre.

You Might Also Like

9 Comentários

  1. Nossa, isso tudo é um ressentimento ou um tapa na cara de alguém que não soube te merecer. Seja o que for é profundo e intenso
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Gostei do post e das palavras. Eu nunca sei o que comentar em post com textos e afins que não seja resenha ou coisas parecidas. Acho que é trauma .-. UAHSUAHSA Mas eu tento q

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  3. Nossa, vivo o mesmo dilema...nadar nadar nadar e ter alguém me puxando para trás. Tentar sempre o progresso e viver com alguém que se encontra numa zona de conforto!! Parabéns pela atitude, mesmo que seja apenas num conto. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá que texto incrível, vim aqui retribuir a visita e confesso que gostei muito do que li parabéns. É impossível não seguir e não voltar mais vezes.


    www.eraoutravezamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amei os três trechos diferentes integrando um só texto, falando mais sobre sua vida, e pelo que aconteceu de bom ou ruim <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Caramba, você arrasa!
    Adoro teu blog. Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Linda reflexão. Acho que a gente precisa aprender a se libertar.
    O que nao nos impulsiona, nos reprime. Nao nascemos pra viver em cativeiro!

    opinandoemtudo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. As pessoas, de um modo geral, nunca ficam em nossas vidas quando mais necessitamos. Ontem passei por uma situação muito dificil em meu trabalho, de modo que estou tentando enxergar quem realmente está disposto a ser honesto e verdadeiro comigo. Você percebe, aos poucos, que não serão muitos os que estarão ao seu lado eternamente. E nada é eterno, tudo é efêmero.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o modo como tu escreve. Ao mesmo tempo que é poético, que as palavras combinam, as frases são verdadeiras e, às vezes, são um acorda pra realidade de alguém, hehe. Muito bom!

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!