Um adeus ou um até logo

02:52


Infelizmente, a minha fonte secou. Faz dias que não escrevo, irão se formar semanas, meses ou até um ano sem eu ter o que escrever, apesar de estar tendo um motivo para escrever agora que é a minha ausência. Mas com certeza, não irei escrever todos os dias sobre a minha ausência até porque não vou ter mais o que escrever. Enfim, um dia eu volte. Já fiz e falei sobre isso antes e agora estou falando de novo. Nas outras vezes achei que iria ficar meses e mais dias sem dar as minhas palavras por aqui, sendo que no outro dia já estava traduzindo meus sentimentos em palavras pra vocês que me leem todos os dias, mesmo sem comentários. Aliás, isso nem importa tanto assim, o que importa é virem ler o que eu escrevo, o que eu sinto e minhas palavras modificarem vocês de alguma forma, seja por dentro ou por fora. Detalhe: um dia já me importei com isso, porque era imatura demais para entender e saber que não é porque as pessoas não comentam que elas não leem o que eu escrevo, escrevia e talvez um dia volte a escrever.


Não sei o que aconteceu direito, só sei que as minhas inspirações - sofrimento, tristeza e sentimentos negativos - sumiram há algum tempo, fico até feliz 99% e 1% infeliz por não conseguir escrever, porque foi escrevendo que comecei a me libertar do bicho do mato que vivia dentro de mim e que hoje não existe mais. Ainda bem. 
É, então é isso aí. Falei o que tinha que falar - não tenho muita certeza disso. 

Até a próxima. 
Beijos  

You Might Also Like

7 Comentários

  1. Pois é Nati, me identifiquei muito com seu texto. Venho muitas vezes aqui em seu blog e leio tudo que você escreve, na maioria não comento, mas leio sim. Já fui muito do jeito que você citou, levava muito em consideração o fato das pessoas não comentarem o que eu escrevia, mas daí com o tempo eu fui entendendo que não precisa exatamente de um comentário pra que eu conseguisse manter viva a vontade de continuar permitindo que o meu blog existisse. Mas preciso assumir que a cada palavra de consolo e de força que recebo quando a maioria dos posts são de tristeza eterna, vem como um furacão de energia boa pra dar a volta por cima. Já passei muito por isso de achar que não conseguiria mais escrever, que minha cota de inspiração tinha acabado pra sempre e tal, mas a cada dia um recomeço e com as voltas do mundo, aparecem imensos motivos pra escrever, seja por alegria ou dor, mas sempre aparece.

    Espero que você volte, gosto muito da sua forma de falar, através das palavras. Se cuida :*

    ResponderExcluir
  2. É nati, sei como isso, parece que nossa tem um turbilhão de palavras que precisam ser ditas/escritas, mas no entanto, são palavras singulares que se juntas não formam nada concreto. E assim, as inspirações cessam e voltam, sentimentos se acumulam até serem postos para fora novamente.
    beeijo :*

    ResponderExcluir
  3. Sei como é isso. Às vezes não é nem inspiração, é não ter o que expressar, já pensou nisso? As palavras libertam... Até linda ;}

    ResponderExcluir
  4. Espero que voltes e logo,e não é por que o sofrimento, tristeza e sentimentos negativos se foram que não têm mais sobre o quê escrever, com certeza verás que poderá escrever sobre outras coisas,e espero que venhas aqui publicar e fazer-nos bem com suas palavras sinceras e intensas *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Espero que volte, estava lendo os seus textos e me identifiquei bastante. Quando eu entro em um blog, leio e me identifico é aí que dá mais vontade de escrever. De qualquer forma, estou te seguindo. E se algum dia voltar, vou ficar super feliz. Achei seus textos tão verdadeiros e honestos!!
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  6. Não desapareça por muito tempo, suas palavras fazer diferença no mundo blogueiro que aliás, está cada vez mais escasso de sentimentos verdadeiros...

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!