música

Não era pra ser assim

março 09, 2013




Vinte anos, filha de mãe solteira e irmã mais velha. A vida inteira só queria ter mais de 7 blusas e 7 calças, ao invés de 4 blusas e 2 calças e um monte de tênis rasgados, gastos e velhos. Porém nunca aconteceu, sempre em segundo plano e escutando um: "você entende, você é mais velha", engolia todas as (im)possibilidades de um dia talvez conseguir ganhar alguma coisa. Nunca ganhou, a não ser que falasse todos os dias as mesmas coisas. Era, é e continua sendo chato fazer isso. 

Começou a trabalhar aos 18. O combinado era ajudar e não dar todo o dinheiro em casa. Também não conseguiu ganhar nada. Ficou durante um ano e meio, nunca comprava nada, nunca tinha dinheiro pra nada. Todo o dinheiro era depositado em casa, contas e mais contas, gastos e mais gastos que não eram seus, mas que era obrigada a pagar. Pagava por pena, por gratidão, não iria deixá-los na mão, mesmo que não fizessem nada por ela, além de gastar todo o seu mísero dinheiro de todas as maneiras possíveis. 

Hoje já são 45 dias em um outro local. Continua na esperança que um dia parem de gastar o seu dinheiro, que caminhem com as próprias pernas para ela se libertar e ser feliz do jeito que quer, como quer e com quem quiser. 

Ela tem sonhos que a fazem voar toda noite, porém sempre tem alguém pra lhe cortas as asas. Dizer que não dá, não pode, não tem como. Talvez eles ganhem algo pra desmotivá-la. A única coisa que quer é ser que nem a maioria das pessoas que conhece, que trabalha o mês inteiro, compra o que quer, paga o que tem que pagar e realiza os seus sonhos, pode ser 1 por mês ou 1 a cada 6 meses, mas que se realizem ao invés de serem adiados ou ficarem em segundo plano sempre, do mesmo jeito que ela fica a vida inteira. 

Pra todo mundo é fácil dizer: larga ela de mão, tira os teus cartões das mãos dela, vai embora de casa. Só que não é assim que a banda toca, na prática não é a mesma coisa que na teoria. Por ela já teria saído de casa desde o primeiro dia que começou a trabalhar há quase 3 anos atrás, mas ir pra onde com menos de um salário mínimo? 

Quem sabe um dia as coisas mudem, ela consiga o que quer sem ter que colocar as prioridades alheias na frente das suas sempre. 

You Might Also Like

2 Comentários

  1. Todo mundo precisa se libertar do passado um dia na vida. Mesmo que demore, é algo que devemos fazer, a decisão é somente nossa, a atitude também. Mesmo quando passamos uma vida colocando os outros a nossa frente, chega um momento que não dá mais, por nós mesmo, mudamos.

    ResponderExcluir
  2. Por vezes esse instante demora a chegar, moça, mas quando chega nos faz entender que quando a gente se coloca na frente de tudo, o que vem atrás passa a seguir o caminho certo.

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!