autoajuda

Eu não sou igual a você | #Beda4

agosto 10, 2017

fonte


Eu não tenho essa vida perfeita propagada pelas redes sociais. Não estou o tempo todo feliz, até porque eu não acredito que alguém possa ser feliz o tempo todo, porque isso não existe. Meu pavio é curto, me estouro por qualquer coisa. Não gosto que fiquem gritando comigo, ainda mais sem motivos, até porque nada justifica gritos gratuitos. (Cadê o respeito?) 

Meu cabelo é crespo que nem você vê na foto e em todas as outras fotos do Instagram. Não fico querendo ser o que não sou, nem montar um personagem pra viver uma vida da qual não vivo e também não existe. Não quero fazer parte desses joguinhos de competição de quem tem mais, é mais, faz mais, não tenho vocação pra isso.

Os quilinhos que se acumularam aqui durante esses longos anos são baseados em momentos de muita alegria e também de muita tristeza, é isso mesmo o que você está pensando, desconto tudo na comida mesmo. Quem não faz isso? Se não desconta na comida, deve descontar em coisas e pessoas. 

E de todas as coisas que mais me orgulho até hoje, é de ser quem eu sou, da forma que sou, como me tornei, de tudo o que eu sei nesses 25 anos de vida é que o que mais importa é a minha felicidade. Não posso mais me anular por causa da felicidade alheia. Não posso querer abraçar o mundo, sendo que tenho braços tão curtos, brincadeiras à parte, é algo impossível de fazer, minha saúde agradece por não conseguir essa façanha. 

Tenho que continuar "intacta" e escrevendo meus textos sobre todas as coisas que me afligem, que eu gosto e tento compartilhar com você, com vocês. Por mais que tu não comente, sei que está aí, agradeço por isso. 

O mais legal da vida é a liberdade de ser e poder fazer o que quiser, quando e como quiser, sem deixar que ninguém interfira no seu modo de viver, porque cada um sabe a vida que leva, o que passa e o que carrega dentro do peito.


You Might Also Like

8 Comentários

  1. Dava pra resumir tudo em uma frase: você é humana. :)
    E não tem nada errado nisso :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente contigo.
      Obrigada pela visita.
      Beijos

      Excluir
  2. Ser diferente é muito bom, é o que faz a gente crescer, amadurecer e aprender com as pessoas que passam pelas nossas vidas e também ensinar. Muito bom o seu texto, e é isso ai, é bem aquilo: se todos fossemos iguais o mundo seria uma droga.
    É a diferença que faz a coisa funcionar, as pessoas pensarem, debaterem. Não sei se você gosta de acompanhar youtubers, mas a Karol Pinheiro postou um vídeo bem legal abordando sobre como a vida de ninguém é perfeita igual as fotos das redes sociais, lembro quando o insta lançou era para ser uma forma de publicar fotos do nosso dia a dia, momentos especiais, sei que é importante a mudança que o app vem tendo com a publicidade, mas muitas pessoas não entendem que a vida não é um mar de rosas como todo mundo borda lá, e se cobram demais, ninguém vai postar uma foto chorando porque brigou com o namorado, a gente encanta as coisas lá, só que isso é um perigo e é importante falar sobre isso que ninguém é perfeito, cada um nasceu do jeito que deveria ser, com suas qualidades e defeitos.
    Amei o seu cantinho e já estou seguindo <3

    Xoxo :*
    www.isabelamingues.com

    ResponderExcluir
  3. Eita, parece que tô precisando muito absorver essa mensagem, porque antes de entrar aqui eu tava assistindo um vídeo da Ellora Haonne que o nome era "Eu não sou você", aí abro o teu blog e caio de paraquedas em mais uma reflexão sobre isso haha.
    É realmente incrível quando a gente percebe que é diferente e abraça as nossas singularidades, né? Acho que a gente é tão cercado de influências e inspirações o tempo todo que chega uma hora que mal sabemos quem somos e ficamos tentando ter tudo e ser tudo ao mesmo tempo, sabe? E isso é um baita perigo porque acabamos sobrecarregadas e a nossa saúde mental é destruída. Sem contar que a gente se esforça tanto pra sermos iguais que esquecemos que é a diferença que é o mais legal, é ela que nos torna únicas e a nossa essência tá realmente nessas singularidades! Adorei a reflexão, como sempre!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  4. Você é muito sincera e sinto isso em tudo o que você escreve... continue assim que muita gente precisa de posts assim

    ResponderExcluir
  5. Seja feliz, seja você. Liberte-se de qualquer padrão. Isso é o que costumo a dizer a mim mesmo e todas as meninas. Você é linda. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  6. Estou por aqui lendo os seus textos e, sabe o que eu sinto: que você é uma pessoa forte pra caramba! Do tipo que a gente imagina que um dia vai estampar uma capa de revista que fale sobre mulheres fortes. Parabéns, por ser essa pessoa maravilhosa que você é!
    Abraço! ♥

    http://feitobailarina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente amei o seu post e me identifiquei demais com muita coisa que você expressou. Muito sucesso pra você e Seu blog!

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!