amor

Desanima (não)

14:38


Procuramos um amor que nos pegue pela mão e nos leve pra um lugar onde sejamos suficientemente felizes, sem demasia, com demasia, demasiadamente amados, nos amando. Não queremos a rotina, mas ela vem sozinha com o tempo, no dia a dia ela fica, nos perturba, temos que mudar logo isso, porém o logo não existe ou demora muito tempo. Nada é de fato como desejamos, como queremos, como vemos. Alguns enxergam o defeito da relação, outros não, apenas vão vivendo como se apenas esperassem o término, a morte de um sentimento que um dia existiu dentro do peito de ambos, se ainda existe talvez seja uns vinte por cento. Continuar remando contra a maré, para que o barco não afunde totalmente parece burrice na maior parte do dia, da semana, do mês, do ano. Permitir que o apego tome conta de si é cegueira completa. Dar razão pra quem não sabe de nada, deixar que te desfaçam, destruir a obra construída até agora. O melhor é abrir bem os olhos, tirar a venda que cega até a alma, seguir em frente, não permitir tal barbaridade contra o ser que aqui está. Arrumar as malas, despedir - se do material é mais fácil do que abandonar a carne, o aconchego nos braços quando não estão brigados, quando lembram - se que são meros namorados, jovens, anojados por não terem maturidade o bastante para seguir uma vida a dois. 

You Might Also Like

6 Comentários

  1. Adorei esse texto, tem certos momentos que as vezes é melhor seguir em frente e não olhar para trás ou para consequências, até porque em certas coisas podemos não está preparados ainda né.
    Beijinhos
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ah, a vida a dois! São duas vidas, duas vezes mais difícil que apenas uma. A questão é saber até que ponto as coisas boas dessa relação é suficiente pra superar os desafios de se viver.

    ResponderExcluir
  3. Que texto joia! A gente precisa mesmo aprender a remir o tempo e fazer coisas úteis, em vez de apenas deixar o tempo passar. A vida a dois é uma delícia, embora às vezes fique meio azeda. kkkkkk Mas ela é mesmo muito melhor do que a vida ímpar. =)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  4. Muito bacana o texto, amei a música *-*

    Tecido Doce

    ResponderExcluir
  5. realmente acho que o melhor é tirar a venda dos olhos e seguir em frente *-*

    Beijos
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  6. Seguir em frente sem olhar pra trás ás vezes é muito difícil, mas necessário.
    Chega um momento do relacionamento em que ou chutamos o balde ou ficamos sofrendo.
    Adorei o texto!

    Beijos

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!