amigos

Livre - se e seja feliz

09:00


Inventei um quadrado, de um material transparente, é bem refrigerado e dentro dele tem tudo o que eu preciso. Não quero mais coisas desnecessárias, pessoas desnecessárias, aprendi a filtrar o que vale mesmo a pena. Não chamo mais ninguém. Não quero mais ninguém. Não quero escutar os seus problemas. Não quero escutar as tuas choradeiras. Não quero te ouvir chorando de barriga cheia. Cansei de não ser escutada. Sabe desde quando eu venho falando sobre isso? Desde que me entendo como gente. Não vem me dizer que é normal, que é drama. Não fale do que não sente. Não fale de opressão sem ter sido oprimido. 

É um assunto infinito, que talvez pudesse citar todos os nomes aqui, todos os motivos. É rancor? É sim. Tudo na vida é aprendizado, tem certas coisas que precisamos viver 1, 2, 3 ou mil vezes para poder aprender de verdade e parar de ser idiota, que isso o que as pessoas pensam de nós. Perdi as contas de quantas pessoas me fizeram aprender tudo o que aprendi até hoje, mas agradeço, apesar de todo o rancor, porque foi assim que construí a minha estrutura e dela não quero mais sair, a não ser que apareçam novas pessoas que consigam valorizar as coisas, os momentos e que não façam do meu coração um pedaço de papel cheio de rascunhos bobos. Enquanto isso não acontecer, continuarei aqui, na minha, não querendo saber de vocês.

"Ai Natália, não sente rancor, é ruim pra ti, não podemos alimentar sentimentos ruins dentro do nosso coração." Só que as pessoas podem fazer o que bem entenderem quantas vezes quiserem, agem como se nada tivesse acontecido, e se tu não é pateta pra escutar as besteiras delas, elas reclamam que tu tá estranha. Isso tá certo? Não, isso não tá certo, não é certo. Então não venha me julgar com seu falso moralismo, dizendo que é coisinha da minha cabeça, que to fazendo drama, se tu não sente o que eu sinto, não venha falar o que não sabe. 



Não é de hoje que falo sobre esse assunto, não queria falar sobre e dar tanta importância pra pessoas tão pequenas, mas elas só rateiam comigo, não valorizam a minha amizade, não se importam com o que eu digo, só tenho a agradecer pelo aprendizado. Aprendi, passei em todas as cadeiras e to com o diploma em mãos, pronta pra dar aula dessa disciplina, não quero mais ver ninguém sofrendo por causa de alguém vazio que não reconhece os reais valores das pessoas e da vida. Quem precisar de uma aula particular, uma aula de reforço, conta comigo, me encontre nas redes que te dou todo o apoio necessário pra passar nas cadeiras que você tiver com mais dificuldade. 

You Might Also Like

6 Comentários

  1. OIe minha flor. Tudo bem? Ador seus textos porque eles são tão verdadeiros e potentes! Gosto do modo como escreve porque consegue nos prender até o final e raramente encontro pessoas com esse jeito de escrever. Realmente é difícil não guardar rancor, até porque as pessoas adoram nos derrubar. Também tenho diploma em várias cadeiras de ensino da vida... não quero perdê-los. Ser trouxa, se for, só para aprender a não ser mais.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  2. Menina, sabe que eu, nesse processo de cortar tudo que é desnecessário, me perdi em mim mesma? Acho que sou um poço de sentimentos e mais nada. Mas é bom saber que alguém encontrou a sua própria estrutura assim. Mas, ó, acho que você já não precisa de rancor para mostrar a sua força... Parece que seus valores já estão bem formados, mulher! Vai fundo e cabeça sempre erguida <3

    ResponderExcluir
  3. Oi Nati,
    Cortei algumas amizades porque cansei de ser boba dos outros e aprendi a valorizar quem aprecia a minha amizade sabe? Posso não ter tantos amigos assim mas tenho aqueles com quem posso contar sempre.
    Big Beijos
    LULU ON THE SKY

    ResponderExcluir
  4. É o que digo, sejamos sempre feliz!
    bjs
    radior7.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ah, cara, hoje nem rancor eu sinto. Sinto sabe o quê? Indiferença por gente que não corre comigo, que não quer somar na minha vida.
    Sigo em frente com quem realmente quer estar ao meu lado. Quem não valoriza os meus sentimentos, são afastados do meu convívio - pela vida ou por mim mesma.
    Não vale mesmo a pena se estressar ou se desgastar com quem pouco se importa conosco.

    Um abraço!

    Priih! O tempo voa mesmo! :D Dois anos não são dois meses, mas que passam rápido... ah, isso passam!
    Ah, eu adoro blogar, embora admita que também não seja fácil, ainda mais quando se tem uma vida corrida. É duro dar conta de tudo. Mas, quando a gente ama o que faz, acaba dando um jeito e o retorno que a gente tem, de trocas de ideias e de amizade, faz tudo valer a pena.
    Uma das gratas surpresas como blogueira foi conhecer você e o seu blog. Espero que os nossos cantinhos continuem crescendo e nos fazendo crescer.
    Um grande abraço! <3

    Blog || Fan Page

    ResponderExcluir
  6. Menina que texto destruidor.
    Adoro gente que joga na lata, que não tem medo e nem vergonha de dizer que é humana e que por isso tem sentimentos reais.
    E olha senta aqui e me abraça, depois me ajuda por que estou presa em algumas cadeiras que não me deixam ser aprovada.
    Beijo

    www.tecontopoesia.com

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!