atendimento ao cliente

Meu negro, minha negra

11:00



Luto pelo o que eu acredito e não pelo o que querem que eu lute. É errado a mulher abaixar a cabeça pra homem, pra sociedade e deixar barato todos os desaforos e maus tratos que sofre diariamente em todos os lugares que frequenta, desde sair de casa até a hora de voltar, isso quando também não passa por maus bocados dentro de casa. 

Não é certo, estar em casa e ser abusada sexualmente pelo padrasto, parente ou vizinho. Ter filhos e sustentá - los sozinhos como se tivesse feito sozinha. Apanhar do marido e continuar aguentando a situação para que os filhos tenham o que comer. Precisar de algum serviço elétrico ou hidráulico e o prestador de serviço dar em cima dela. Utilizar do precário transporte público lotado e homens ficarem se roçando nela. 

Nós mulheres somos abusadas e exploradas em todos os sentidos, em todos os lugares e de todas as maneiras, a maioria aceita, não percebe e até acha normal, por ter sido criada desse jeito, com a cultura da submissão ao homem, à sociedade. 

Por ser mulher tu não precisa aguentar abusos e maus tratos, a violência, as humilhações, o salário menor, tu não pode ser submissa e deixar barato. Tem que se unir à mulher iguais a ti e lutar pelos teus direitos, sei que uma andorinha só não faz verão, mas uma motiva a outra e daqui a pouco serão um milhão. 

E se tu for mulher negra, a coisa é pior ainda. Te ridicularizam, te chamam de macaca, subestimam a tua capacidade. Se tiver no processo seletivo de uma empresa uma negra qualificada e uma branca sem experiência, a vaga é da branca. Eles dizem que vão te ligar, mas não te ligam. Tu pergunta as horas na rua e acham que tu vai assaltar.

O menosprezo é maior. Negra pode estar no mesmo ambiente que tu, só se for limpando ou te servindo. E se a negra abre a boca pra reclamar do racismo que sofre dizem que é vitimismo, mas ninguém passa pelo o que a negra passa, ninguém ouve as piadas, ninguém é subestimado, as pessoas não tem nojo de dar o troco na sua mão por não querer encostar em você. 

Negro não pode correr na rua. Tu já viu algum negro praticando exercícios na rua? O negro não pode ser bem sucedido, não pode entrar na faculdade e concluir o curso do incio ao fim sem ter sofrido algum preconceito, não pode ter um cargo superior em alguma empresa, não pode ser protagonista em novela, nem em filme, não pode ter um vocabulário formal, não pode andar mau arrumado pra não ser confundido com ladrão e mesmo assim, muitas vezes é, não podemos frequentar um restaurante mais caro, não temos liberdade de nos expressar como o branco faz. 

Se a mulher branca pinta o cabelo de roxo é lindo e charmoso, chega a virar tendência, mas se é a negra, os comentários são: "bem coisa de nego", "vileira", "maloqueira", "fez negrice", entre outros mais que você pode até ter pronunciado e fazer parte do seu vocabulário. É um absurdo nos privarmos do que queremos fazer, dos lugares que queremos frequentar por causa da ignorância alheia. Só queremos ter os mesmos direitos de ir e vir, entrar e sair dos lugares sem passar por humilhações, constrangimentos e ridicularizações, também trabalhamos e temos o direito de comprar nos mesmos lugares que as pessoas de pele mais clara que a nossa.

Infelizmente o racismo, preconceito e discriminação é muito grande ainda e está presente diariamente no cotidiano de todos nós, seja por ser mulher, por ser negra, por ser pobre, por trabalhar em shopping, por ter cabelo black power, por mil motivos. Todos tem que entender que não é vitimismo, tudo isso acontece diariamente na vida de todo mundo, a maioria não percebe ou deixa pra lá, por já estar acostumado a conviver com isso, porém não podemos nos acostumar com essa massa opressora, com seu vocabulário racista e seu preconceito ridículo.

Preciso que tu enxergue que tu é capaz de ir à luta e não aceitar mais toda essa opressão. Não deixa acontecer, não deixa pra resolver depois, racismo é crime. Se tu abrir a boca e falar, outras irmãs vão fazer o mesmo, não abaixe a cabeça para essa sociedade opressora e machista que quer te calar.

You Might Also Like

4 Comentários

  1. Oi Nati,
    Infelizmente o racismo sempre existiu e por enquanto ainda permanece, até o momento que as pessoas abrirem suas mentes e enxergarem as pessoas pela sua alma e a alma não tem cor.
    Já participou da nossa pesquisa de público no blog?
    Big Beijos
    Lulu
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  2. Acho que não só as mulheres e aos negros, mas todas as pessoas que sofrem, que são oprimidas. Elas têm que botar pra fora, lutar, ter voz na sociedade. Elas têm que aprender com a dor e quando evoluir e passar por isso tudo, não passar de oprimido para opressor, mas de oprimidor para superador que mostra as pessoas como se faz. Uma pessoa que se sobrepõe a tudo de ruim que passou e que busca o melhor não somente para si, mas para todos a sua volta.
    Beijo,
    paraisodemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá florzita! Tudo bem? Me identifiquei muito com seu texto. Fico abismada como pode ocorrer o preconceito e discriminação na sociedade atual. Isso apenas prova o quanto os seres humanos ainda estão atrasados. É complicado mudar a mente minúscula de algumas pessoas. O fato é que devemos manter sempre a luta e pensar que um dia essas coisas irão terminar.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  4. Preta,excelente texto vivemos numa sociedade a qual o racismo e o machismo são latentes e implicitos,muitas mulheres são oprimidas e com acontecem tão natural,acabam por acreditarem que é normal

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!