Talvez você não faça tanta falta assim.

23:04

No meu primeiro dia de vida, você preferiu me criticar do que me abraçar e dizer que me amava, nem precisava tanto, apenas dizer algo de bom, mas não, preferiu ser ignorante e frio do que acolher um ser que iria depender de você. Depois de um tempo continuou a ser a mesma pessoa ignorante e cheia de razão que exige sempre o melhor, mas não melhora para poder dar o exemplo para assim poder ficar exigindo algo de alguém que você nunca demonstrou sentir um pingo de amor. Desde pequena ela só queria que ele a abraçasse e dissesse que a ama e a quer bem, porém foi tudo ao contrário, a única coisa que ela escutava eram criticas e mais criticas o tempo todo. Até os 15 anos ela tinha esperanças de que ele mudasse e a aceitasse como veio ao mundo, com suas qualidades e defeitos, coisa que quem ama de verdade faz, mas demorou muito para ele mudar e as esperanças dela foram embora e junto os sentimentos, os mais intensos. Humilhá-la na frente de quem fosse e aonde fosse era/é o que ele mais sabe fazer, humilhações vem antes de fazê-la chorar é claro, sorrir por admiração nunca ocorreu e talvez isso nunca aconteça. Hoje, eles não se veem mais espontaneamente, apenas eventualmente, muito raro. Ela não sente mais vontade de vê-lo e muito menos de conversar, as decepções petrificaram a parte que pertencia a ele, mas no fundo a esperança ainda continua ali esperando que ele seja um como todos os outros. Ela, eu e ele meu pai!

Jurei que nunca iria escrever sobre ele, mas foi necessário, pois hoje fiquei sabendo de uma história parecida com a minha. Então disse para a pessoa: - "Trata ele do mesmo jeito que ele te trata! Por mais que te doa assim será melhor do que continuar aceitando tudo o que ele te faz do que se afastar e sofrer sem ele por perto!" Isso não serve só pra ele ou pra mim, serve também para todas as outras pessoas que vivem nessa mesma situação horrível.

You Might Also Like

20 Comentários

  1. cara, meu pai é assim também. Sempre cheio de razão, sabe? Depois que a gente brigou, até tentei voltar com a nossa ligação, mas ele pisou na bola de novo então eu desisti.
    É pai mas a gente não tem que aceitar certas atitudes não.

    ResponderExcluir
  2. Um dia, ele vai perceber o que faz, e ai sim sentirá sua falta.

    ResponderExcluir
  3. Gente, mas que molli :(
    sério ...
    chega bateu uma tristeza...
    bjo, moça.

    ResponderExcluir
  4. Uma história triste, mas compreendo. Espero que um dia ele possa enxergar o mal que causou. E talvez seja tarde demais...

    ResponderExcluir
  5. só sei dizer que o remédio para isso é o perdão.
    e quem foi que disse que remédio é sempre com gosto de morango?! sim, remédio, às vezes, é ruim e até pensamos que não precisamos dele. mas, de fato sabemos que sim, precisamos.
    então, minha flor, tome uma dose de coragem e outra dose de remédio. não, não precisa tomar tudo de uma vez, uma dose por dia já é o suficiente.

    beijas nati :*

    ResponderExcluir
  6. Bato de frente com qualquer em defesa do que acho certo.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que um dia vocÊs terão um acerto de contas...e quem sabe vocês possam se amar...torço pra isso

    bjo e sorte

    ResponderExcluir
  8. Fodah.
    Botar pra fora faz bem, mas é bom saber que você conseguiu consegue tocar o barco.

    ResponderExcluir
  9. :(
    não sei mt bem o que dizer nessas coisas, mas ainda bem que você tem o amor da sua mãe, que eu tenho certeza que deve ser maravilhosa!

    ResponderExcluir
  10. eu passo por isso também, é horrivel :/
    mas depois de 18 anos a gente se acostuma, a gente cria mais maturidade que ele!
    a vida nem sempre é perfeita né... :/

    bjs ;*

    ResponderExcluir
  11. Penso que um dia ele se dá conta da filha maravilhosa que tem, mesmo que ai já seja tarde! :*

    ResponderExcluir
  12. Aqui não anda muito diferente, mas não por falta de amor, e sim por uma decepção inarrável. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  13. IH, Natália, os pais são fogo mesmo, né? conheço tanta gente na 'nossa' situação. Meu pai não me critica, muito pelo contrário, acredito que ele me ama demais... mas ele não faz questão de participar da minha vida, vejo ele de três em três anos.. e isso faz dele um ser estranho para mim. Só sabe quem passa, mas acredite.. ele ainda vai ser arrepender demais por ser assim. ;)

    Beijos,
    estava com saudades do seu lugarzinho.

    ResponderExcluir
  14. não imaginas o quando foi dificio comentar aqui e o quando doi ler cada palavra sua, até porque, não tenho pai. mas sabe, me imagino no teu lugar, e sei o quanto deves sofrer e o quanto doi, a unica pessoa que pode mudar ele é Cristo, mas não significa que você não possa ajuda-lo, vai em frente e tenta outra vez.

    ResponderExcluir
  15. Ahh flor eu sei bem como é isso!
    Só que aqui comigo é com a minha mãe! =(
    Muito triste e muito bem escrito! =)


    Beeijos!

    ResponderExcluir
  16. Nossa, quanto tempo que eu não passo por aqui.. Tá tãaao diferente, tãao meigo o lay. Só uma coisa não mudou né? Seus textos tocantes (TT).



    beijos,
    Sofia

    ResponderExcluir
  17. Ele pode até não fazer falta, mas não se esqueça que ele faz parte de você!

    Beijujubas

    ResponderExcluir
  18. Nossa!
    Realmente é sempre ruim ver tudo isto acontecer, eu entendo como é isso.
    Mas, mas... Mas nada...

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!