cobranças

Nossas crises

agosto 17, 2016



Ninguém entende o que cada um de todos nós sentimos todos os dias. 
É bem difícil falar sobre isso, porque a maioria delas estão guardadas aqui dentro de nós e super vivas, nos perturbando diariamente. Muitas vezes não conseguimos falar o que estamos sentindo e vivendo naquele momento sem que ninguém diga que é besteira; bobagem ou se já olhamos pra trás pra ver que tem gente pior do que nós. Pera aí, não estamos em uma competição de qual vida é pior ou melhor.

Creio que estamos em um momento de muita pressão. A era das pressões!
Você tem que ser, ter, fazer e acontecer. Se virar em mil pra provar que não engravidou antes dos 20, que vai se formar e ter muito sucesso antes dos 30 e que no meio de tudo isso vai continuar sendo feliz, bela e plena. 

O assunto tá repetitivo? Tá sim, tenho noção de que ando falando muito sobre isso ultimamente, MAS queridos leitores convenhamos é isso o que estamos vivendo nesse momento da nossa querida e adorada vida de meu Deus. Não temos e nem podemos fugir da realidade, não vivemos em um conto de fadas, onde tudo é perfeito e maravilhoso. Vamos acordar pra realidade?

Não adianta pensar que a fulana ou a beltrana não sentem a mesmas coisas: 
fracasso
medo de fazer mil coisas que tem vontade
de adquirir
de ser
falta de tempo
estresse alto
muitas responsabilidades, só porque nas redes sociais ela aparece toda montada, desde o batom até o mil e um filtros, aparentando uma vida perfeita que ela não tem, ninguém tem. 

Estamos falando do sentimento, aquilo que todos temos, independentemente da classe social, cor, tamanho, quilos e gênero, esquece os bens materiais. Tô falando do que está aqui dentro, que bate e pulsa sem parar. 

Precisamos conversar um pouco mais sobre isso, seja com alguém muito próximo ou até com um desconhecido. Não podemos mais guardar tudo o que sentimos, com medo do que irão falar. Faz teste de falar que tu vai escutar como resposta um "eu também sinto isso" e a frase "eu te entendo" nunca irá fazer tanto sentido. 

A única coisa que eu posso te dizer nesse momento é: TU NÃO ESTÁ SOZINHA (O)!

You Might Also Like

8 Comentários

  1. É bem complicado isso. Sinto que ao mesmo tempo que temos que verbalizar isso ninguém liga/ou ninguém sabe o que dizer. Daí penso, do que adianta falar pra ouvir um 'né'?? Pelo menos foi o que vivi até agora.

    Sinto falta da sensibilidade entre as pessoas. Parece que tá cada um preso no seu mundinho, no seu círculo. "/

    Bj!

    ResponderExcluir
  2. "A frase 'eu te entendo'nunca irá fazer tanto sentido". Lindo, lindo, lindo demais! Como sempre me identifiquei em cada linha. Beijooos!

    itiskimby.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Devido a ser ansiosa sempre me cobrei demais atingir meus objetivos e conquistar a vida dos sonhos,com a pressão externa,tudo só contribui para que eu desenvolve-se depressão aos 18 anos,sensação de fracasso e frustração,aprender a lidar com o tempo é algo complexo,aprender lidar com vida também,é um ditado antigo que diz que muitas vezes,adquirimos a sabedoria quando estamos velhos demais para usa-la!Bjos
    melanciaeve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. baaah muito verdade!
    precisamos ser muito fortes pra não deixar que essas cobranças nos abalem! é bem complicado!

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  5. Concordo flor! Sempre te jogam uma responsabilidade enorme, e esperam de você a mesma coisa que acontece com as outras pessoas!
    Amei o texto parabéns!
    Beijinhos <3
    cheia-de-frufru.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. É UMA CRISE MUNDIAL!!! Todas as pessoas em momentos diferentes de sua vida estão passando por essa crise e a responsabilidade em sair dessa é desesperador e desconfortável.

    http://ladomilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Pois é! Já falei com outras pessoas e elas sentem a mesma coisa! A gente acha que tal pessoa não passa por isso, mas é mais comum do que a gente imagina! Seria interessante que todos se abrissem e tentassem se ajudar, porque isso é uma necessidade. Acho esses julgamentos e comparações de vida um mal desnecessário.

    Juhlihipy

    ResponderExcluir
  8. Muito bom.
    (www.adryelegomes.blogspot.com)

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!