Uma carta pra Nati


O que aconteceu contigo nos últimos meses? 


Anda tão chorosa, tão perdida, sem saber o que fazer com a própria vida. Não consegue nem se olhar no espelho, não se vê como sua amiga. Todos os dias, parada em casa, nesse novo estilo de vida, fica remoendo as feridas, cutucando até sangrar tudo de novo sem esperar que cicatrize.

Quero e preciso que tu entenda que tudo passa, que tudo na vida é aprendizado, que você precisa de ajuda guria, quem sabe daqui uns meses, procura uma terapia, porque nesse momento, ninguém além de um profissional pra poder te ajudar melhor que suas amigas e a escrita que te acompanha há tanto tempo, exatamente dez anos. 

As pessoas entram e saem da sua vida quando bem entendem, mesmo isso já tido acontecido várias vezes, você nunca está preparada, você sempre acredita que vai ser pra sempre, mesmo sabendo que o pra sempre não existe, o pra sempre sempre acaba. 

A cada saída é um trauma diferente que fica em ti, que fica marcado como se fosse um ferro quente e que demora muito tempo pra se tornar algo normal na sua pele. Na verdade, acho que nunca se torna, porque as lembranças estão sempre ali o tempo todo, por mais que você não queira sempre tem algo que faça lembrar a última pessoa que foi embora da sua vida.

Em algumas situações tu até pode achar que ninguém nunca vai te amar da maneira que você espera, que você deseja, que tanto quer, porém não consegue entender que o segredo é não esperar nada de ninguém, por mais que a pessoa te prometa mundos e fundos, que crie um universo paralelo maravilhoso para vocês viverem juntos e os momentos bons nunca acaberem.

Acredite, você é amável, bem mais do que pensa ser. As pessoas que não sabem te amar da forma que você merece. Você não tem culpa de nada. Você só quer viver em paz do lado de alguém que te entenda da forma como você é, infelizmente isso não acontece por muito tempo, dura sempre menos de 6 meses.

Chegou a hora de se levantar!


Ter coragem pra sair do sofá, se olhar no espelho e se admirar como a mulher foda que você é, que nem fazia antes. Ter forças pra continuar a seguir o seu caminho. 
Escrever num papel todos os seus desejos, junto dos trajetos que tem que fazer pra chegar até lá e dar o primeiro passo pra conquistar o que tiver mais próximo. 

Não se sinta culpada se as coisas não derem certo na primeira tentativa, você vai ter chance de fazer mais vezes. Não tô te dizendo que é fácil de chegar lá, o importante de tudo isso é você nunca desistir. É acreditar mais em si, saber que tem capacidade e não dar bola pras coisas negativas que te falam. Ah, e continuar sempre com a tua gratidão no peito, disposta a espalhar em todos os lugares pra todas as pessoas que te seguem seja nas redes sociais ou pessoalmente. 

Uma andorinha só não faz verão, mas tudo bem se você ficar um tempo sozinha. Use esse tempo pra se amar mais, se cuidar mais, chorar menos, sorrir mais, encontrar pessoas com energias boas que só vão acrescentar na tua vida, inclusive seja mais sua amiga. 

Nessa altura do campeonato acho que era isso que eu tinha pra te dizer, espero que lembre - se de todas essas palavras todos os dias da tua vida nos próximos anos. Pra que (re)nasça uma nova Natália, uma nova pessoa, não digo e nem quero que seja diferente, apenas melhorada e mais feliz. 

4 Comentários